PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Perto do fim do turno, Vasco tem sua pior campanha em uma edição de Série B

Lisca reclamou da arbitragem na partida entre Vasco e Remo, pela 18ª rodada da Série B - Fernando Torres/AGIF
Lisca reclamou da arbitragem na partida entre Vasco e Remo, pela 18ª rodada da Série B Imagem: Fernando Torres/AGIF

15/08/2021 07h00

Desde que estreou nesta edição da Série B, o Vasco não conseguiu se firmar e seguir no pelotão de frente da competição. Todas as vezes que teve a oportunidade de entrar no G4, o time falhou e deixou pontos importantes pelo caminho. Restando apenas uma rodada para o fim do turno, o time só tem condições de chegar aos 31 pontos, número inferior as campanhas de 2009, 2014 e 2016.

Em uma das últimas coletivas de imprensa, o técnico Lisca ressaltou que para conquistar o acesso o time tem que somar 64 pontos. No entanto, ainda sob o efeito gangorra em uma competição extremamente disputada, o Cruz-Maltino só poderá alcançar a marca de 31 pontos no fim do turno. Número menor que a metade dos pontos que necessita, o que faz o clube ligar o sinal de alerta.

Uma das grandes discussões entre os torcedores nas redes sociais é sobre a necessidade de reforços, algo notório, sobretudo no sistema defensivo e na criação. Lisca ainda não teve tempo para implantar o seu estilo de jogo, visto que o calendário está apertado. Só na última semana, a equipe de São Januário entrou em campo sábado, terça e sexta, com direito a duas viagens longas para Salvador e Belém.

Ao comparar os números com as outras três edições que o Vasco participou, a campanha de 2021 é inferior. Obviamente, eram contextos um pouco diferentes, com mais receita apesar dos problemas financeiros. Porém, o Gigante da Colina e seu rival Botafogo tem o exemplo do Cruzeiro, que permaneceu na Série B por mais um ano. Com isso, aumentou ainda mais a crise institucional em que vive, o que reflete no ambiente esportivo e financeiro.

Na campanha de 2009, O clube carioca fechou o primeiro turno com 39 pontos com onze vitórias, seis empates e apenas duas derrotas. Além disso, a equipe estava três pontos à frente do Atlético Goianiense na tabela e terminou com 76 pontos em sua melhor campanha na Série B.

Cinco anos depois, o Vasco voltou a conviver com a segundona e também terminou o primeiro turno fora do G4, como deve acontecer em 2021. No entanto, o clube encerrou com 32 pontos (oito vitórias, oito empates e três derrotas) e mesmo que vença o Londrina na quarta, terminará com uma campanha inferior, já que só pode chegar aos 31. A diferença para o G4 era de apenas um ponto e no fim do campeonato, o time conquistou o acesso com a terceira colocação (63 pontos).

Em 2016, mais uma segunda divisão na história do clube, porém com uma campanha melhor. O Cruz-Maltino fechou o primeiro turno com os mesmos 39 pontos de 2009. Dessa vez, quatro à frente do segundo colocado, que na época era o Ceará. Nos dezenove primeiros jogos o time teve doze vitórias, três empates e quatro derrotas. No fim, ficou com a terceira colocação (65 pontos) e carimbou o acesso.

Por fim, até o momento, a campanha do Vasco em 2021 é: 28 pontos (8 vitórias, 4 empates e 6 derrotas), na 8ª colocação, a dois pontos do G4. No entanto, o time ainda tem mais um jogo diante do penúltimo colocado Londrina, e tem a obrigação de vencer para encostar em um pelotão de frente mais disputado que das outras edições.

Campanhas do Vasco no primeiro turno das Séries B

2009 - 39 pontos (11 vitórias, 6 empates e 2 derrotas) - Líder;
2014 - 32 pontos (8 vitórias, 8 empates e 3 derrotas) - 5ª colocação
2016 - 39 pontos (12 vitórias, 3 empates e 4 derrotas) - Líder;
2021 - Restando uma rodada para o fim do turno: 28 pontos (8 vitórias, 4 empates e 6 derrotas) - 8ª colocação.

Vasco