PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Alicia Klein: Galo ficou ainda mais dependente do Hulk

Do UOL, em São Paulo

23/06/2022 11h55

O Atlético-MG venceu mais uma vez o Flamengo, por 2 a 1 no Mineirão, em partida com atuação decisiva de Hulk, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O atacante marcou o primeiro gol ao encobrir o goleiro Diego Alves e ainda deu o lançamento para Ademir fazer o segundo, deixando o Galo em vantagem no confronto, que terá o jogo de volta apenas no dia 13 de julho.

No UOL News Esporte, Alicia Klein afirma que Hulk está sendo ainda mais decisivo e fundamental para o Atlético-MG na atual temporada e considera que ele merece estar na seleção brasileira mais do que outros nomes que foram recentemente discutidos no futebol do país, como os palmeirenses Raphael Veiga e Danilo.

"O Atlético-MG você tira o Hulk da equação e ele não é o principal candidato a título nenhum, a diferença nesse time do Atlético-MG hoje, apesar de ter Mariano, de ter Nacho de ter outros bons jogadores, ter um excelente goleiro, o ponto de diferenciação desse time do Atlético-MG hoje é o Hulk mais até do que eu acho que já foi antes, ele é quem faz a diferença, quem muda o jogo", diz Alicia.

"Sou uma defensora do Hulk na seleção, acho que acima de Raphael Veiga, acima de Dudu, acima de Danilo, acima de alguns jogadores que se discutiu não ter a presença na seleção. Para mim o Hulk é um cara que muda jogo, uma bola e ele muda o jogo, ontem isso ficou muito claro, a velocidade, o lançamento, a finalização naquele balão que deu no Diego Alves, é um jogador que faz muita diferença", completa.

Renato Maurício Prado concorda que Hulk tem feito a diferença no time do Galo mesmo com o momento oscilante da equipe comandada por Turco Mohamed. O colunista do UOL questiona a ausência do jogador na seleção e compara o que ele tem feito com as atuações de Gabigol.

"Hulk é quem está salvando o Atlético-MG, ontem quem decidiu o jogo foi o Hulk sozinho, fez aquele gol e depois a jogada do segundo gol é toda dele. Eu acho realmente impressionante que o Tite não resolva dar pelo menos uma chance para o Hulk, é inacreditável, ainda mais em uma seleção que até hoje ainda não encontrou o seu centroavante", diz Renato.

"Está sobrando no futebol brasileiro, é impressionante e acho que ele está talvez na melhor fase, não vou dizer da carreira porque ele teve momentos brilhantes no Porto, mas está jogando uma coisa inacreditável, a diferença entre o Hulk e o Gabigol hoje em dia é de um oceano, é um centroavante que faz tudo e o outro que não faz nada. Quem parece ter 30 e tantos é o Gabigol e o Hulk parece ter 20 e poucos", conclui.

Futebol