PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Calleri atinge meta de minutos, e São Paulo o contratará por US$ 3 milhões

Calleri marca para o São Paulo contra o Corinthians - Marcello Zambrana/AGIF
Calleri marca para o São Paulo contra o Corinthians Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

24/05/2022 17h02Atualizada em 24/05/2022 20h25

Classificação e Jogos

O São Paulo se prepara para comprar o atacante Jonathan Calleri ao final do ano. O argentino de 28 anos atingiu a meta de minutos estipulada no contrato de empréstimo feito com o Deportivo Maldonado-URU. Por isso, a equipe brasileira será obrigada a desembolsar US$ 3 milhões (R$ 14,43 milhões) para tê-lo em definitivo.

O UOL Esporte apurou que Calleri assinará um contrato com validade até o final de 2025 com o São Paulo. As partes ainda conversam e o anúncio oficial pode ser feito nos próximos dias.

A meta cumprida foi informada primeiro no Twitter pelo jornalista André Plihal. Sem contar os acréscimos, Jonathan Calleri esteve em campo durante 2706 minutos desde que chegou ao São Paulo em 31 de agosto do ano passado.

A minutagem já é necessária para obrigar o São Paulo a contratá-lo. Se atingir as finais de todos os campeonatos que disputa, a equipe do Morumbi terá disputado 100 jogos desde a chegada de Calleri e o último compromisso deste ano, o que significará 9000 minutos, sem acréscimos.

Os 2706 minutos jogados por Calleri já representam 30,06% do tempo máximo de jogo que o São Paulo fará no período.

Em grave crise financeira, o São Paulo parcelará o pagamento dos US$ 3 milhões acordados com o Deportivo Maldonado, como mostrou o UOL Esporte no mês passado. Dessa maneira, o clube conseguirá incluir a dívida no orçamento. A opção de compra se manteria mesmo se Calleri não atingisse a minutagem necessária. Nesse cenário, no entanto, o time do Morumbi faria a contratação apenas se desejasse.

Calleri tem sido importante para o São Paulo na temporada. O atacante é o artilheiro do time em 2022 com 15 gols em 26 jogos. No último domingo (22), ele abriu o placar no empate por 1 a 1 contra o Corinthians, pelo Brasileirão.

São Paulo