PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Turbulência no futebol do Fla tem reflexos na Gávea e gera 'guerra' interna

Marcos Braz, Pauoo Sousa, Rodolfo Landim e Bruno Spindel durante apresentação do técnico no Flamengo - Alexandre Vidal/Flamengo
Marcos Braz, Pauoo Sousa, Rodolfo Landim e Bruno Spindel durante apresentação do técnico no Flamengo Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo

Alexandre Araújo e Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

08/04/2022 04h00

O momento do futebol do Flamengo tem causado reflexos nos bastidores da Gávea, com uma espécie de "Guerra Fria" entre grupos políticos. Paralelamente a este cenário, a vida no CT Ninho do Urubu, por outro lado, tenta seguir e o técnico Paulo Sousa busca acertos para a estreia no Brasileiro, amanhã (9), contra o Atlético-GO.

Nos últimos dias, conselheiros de diversas vertentes externaram opiniões quanto à gestão da pasta e ao vice-presidente Marcos Braz, em documentos a serem protocolados. Entre acusações e defesas, diagnósticos divergentes em relação ao momento que o departamento atravessa.

"Total falta de comprometimento e porque não dizer de desprezo mostrou esse VP (vice-presidente), o qual com certeza foi orientado por essa Diretoria omissa a fazer o mesmo de se esconder e não enfrentar os problemas de crise de frente", diz trecho de uma carta.

"O atual vice-presidente Marcos Braz tem um histórico vencedor, experiência no meio e é notoriamente atuante na função. O cargo que ocupa está sujeito a críticas e exposições, mas é preciso diferenciar críticas de ataques", aponta parte de outra circular, com signatários distintos.

As recentes movimentações, inclusive, geraram dúvidas e aumentaram rumores quanto ao futuro. Cogita-se, inclusive, que o vice-presidente possa sair candidato a deputado federal neste ano, como informou o UOL Esporte. Vale lembrar que o Deliberativo marcou para o dia 18 uma sessão que vai votar emenda no estatuto que pode proibir que integrantes dos Poderes do clube a se candidatem a cargos públicos.

Após pressão de conselheiros, uma reunião que estava marcada para ontem (6), entre líderes de torcidas organizadas e integrantes do elenco foi cancelada. Há, porém, a promessa de protesto hoje na porta do CT, o que pode se tornar mais um episódio em meio à crise.

No desembarque da delegação do Fla no Rio de Janeiro, após a vitória sobre o Sporting Cristal, do Peru, na Libertadores, jogadores já haviam demonstrado incômodo com o encontro. A queda, porém, aconteceu após pressão dos conselheiros, que questionaram o fato de a reunião ser mantida mesmo depois de Braz ter desmarcado o debate com eles.

Nome enaltecido após o mágico 2019, quando o Rubro-Negro foi multicampeão, o vice-presidente agora se torna alvo de críticas

Enquanto os bastidores fervem, Paulo Sousa busca fazer o time engrenar. Dentro dos muros do Ninho, o elenco seguiu a rotina de trabalho e visa o próximo confronto, contra o Atlético-GO, amanhã (9), fora de casa.

Estrear no Campeonato Brasileiro com vitória, inclusive, pode ajudar a amenizar o clima no clube. No último sábado, com a perda do título do Carioca para o Fluminense, iniciou-se uma turbulência no Rubro-Negro, e com consequências ainda sob incógnitas. Nem sequer o triunfo sobre o Sporting Cristal, no pontapé inicial na Libertadores, foi capaz de alterar a atual conjuntura.

Flamengo