PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Trajano: Acho que Paulo Sousa no Flamengo não chega até o segundo semestre

Do UOL, em São Paulo

06/04/2022 13h23

O Flamengo venceu o Sporting Cristal no Peru por 2 a 0, pela fase de grupos da Libertadores, mas ainda não conseguiu espantar a crise que coloca pressão sobre o trabalho do técnico Paulo Sousa, criticado por não conseguir apresentar o futebol que se espera do elenco que tem em mãos e justamente em um momento no qual tenta reformular o time.

No UOL News Esporte, José Trajano afirma não acreditar que o treinador português chegue ao segundo semestre comandando o Flamengo e que apenas o retorno de Jorge Jesus poderia acalmar a situação no clube da Gávea.

"Eu acho que o Paulo Sousa não chega até o segundo semestre. A chance que ele teve foi no Campeonato Carioca, um campeonato mamão com açúcar, foram dois jogos contra um time inferior, podia dar um gostinho para a torcida de gritar 'campeão' e conseguiu a proeza de deixar o Fluminense ser campeão", diz Trajano.

"O problema do Flamengo é o Jorge Jesus. Enquanto o Jorge Jesus não voltar, nada vai dar certo. Ninguém garante também que a volta do Jorge Jesus dê certo, todo treinador que começa no Flamengo, a referência é 'com o Jorge Jesus era diferente, com o Jorge Jesus o time jogava mais, com o Jorge Jesus o ambiente era melhor'. A quantidade de técnicos que já foram embora, o Rogério chegou a ser campeão e foi mandado embora", completa.

Trajano afirma que nem o próprio Jorge Jesus terá paz no Flamengo se retornar ao clube e não conseguir repetir o sucesso que teve em 2019 e que não sai do imaginário do torcedor.

"O Jorge Jesus vem passar o Carnaval no Rio, contratem o Jorge Jesus, põe o Jorge Jesus lá. Ninguém garante que vai dar certo, porque tomou um pontapé no traseiro lá no Benfica e não tem mercado na Europa. Então enquanto o Jorge Jesus não voltar, o Flamengo não terá paz e aí também não terá paz se o Jorge Jesus não repetir o que conseguiu da outra vez. Eu tenho pena do Paulo Sousa que não vai durar muito", conclui.

Futebol