PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Reunião de jogadores do Flamengo com líderes de organizadas é cancelada

Marcos Braz, vice-presidente de Futebol, havia marcado encontro entre líderes de organizadas e jogadores - Alexandre Vidal/Flamengo
Marcos Braz, vice-presidente de Futebol, havia marcado encontro entre líderes de organizadas e jogadores Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo

Alexandre Araújo e Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

07/04/2022 10h45

A reunião que aconteceria entre jogadores do Flamengo e líderes de torcidas organizadas, prevista para acontecer hoje (7), foi cancelada. A mudança nos planos acontece em meio à pressão política sobre Marcos Braz, vice-presidente de Futebol.

O dirigente havia intermediado o encontro, que contaria com alguns nomes do elenco rubro-negro, mas a programação foi alterada após questionamentos sobre a manutenção do evento, enquanto havia suspendido um debate com conselheiros do clube ontem (6). A informação foi publicada, inicialmente, pelo "ge" e confirmada pelo UOL Esporte.

No desembarque do elenco rubro-negro no Rio de Janeiro, após vitória sobre o Sporting Cristal, na estreia na Libertadores, jogadores já haviam demonstrado certo incômodo com a reunião, que foi alinhada pelo vice-presidente.

"Natural não é, mas conhecemos o futebol brasileiro. Faremos de tudo para que o Flamengo siga vencendo e sendo um só, tanto torcida quanto jogadores. Importante é estarmos em sintonia", disse Everton Ribeiro.

O cancelamento do compromisso com os conselheiros não caiu bem na Gávea e ampliou os rumores de que o dirigente pode estar de saída. A justificativa de Braz foi de que grupos políticos da base aliada pediram preferência.

Após a alteração na agenda, conselheiros preparam uma nova carta a ser endereçada ao Conselho Diretor e ao Conselho Deliberativo. A coleta de assinaturas está acontecendo, mas o UOL Esporte teve acesso ao documento. Trecho da carta destaca "total falta de comprometimento e porque não dizer de desprezo mostrou esse VP, o qual com certeza foi orientado por essa Diretoria omissa a fazer o mesmo de se esconder e não enfrentar os problemas de crise de frente".

O departamento de futebol do Rubro-Negro se encontra pressionado e atravessa momento agitado, principalmente após a derrota para o Fluminense na final do Campeonato Carioca. Sob pressão, o time foi ao Peru encarar o Sporting Cristal, e nem mesmo o triunfo amenizou o clima. No sábado, o time do técnico Paulo Sousa pela frente o Atlético-GO, na estreia no Campeonato Brasileiro.

Clima tenso

O Conselho Deliberativo do Flamengo marcou para o dia 18 de abril sessão que vai votar emenda ao estatuto que pode proibir que integrantes dos Poderes do clube se candidatem a cargos públicos. Nos bastidores do Flamengo, cogita-se que Braz possa sair candidato a deputado federal neste ano, como informou o UOL Esporte.

De acordo com a proposta, que é de autoria do conselheiro Walter Monteiro, "ficará impedido de participar de qualquer Poder o associado que seja candidato a cargo público eletivo durante o período compreendido entre a homologação de sua candidatura e a proclamação do resultado eleitoral".

Em 2020, Marcos Braz se elegeu vereador no Rio de Janeiro. À época, o conselheiro José Carlos Pereira, o Peruano, protocolou um pedido de investigação por ter avaliado que o vice-presidente de Futebol utilizou o clube na campanha — ele foi eleito com 40.938 votos, sendo o sexto mais votado.

Flamengo