PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Botafogo prevê Carioca difícil e espera investimento chegar ao futebol

John Textor investirá R$ 150 milhões no Botafogo em 2022, mas dinheiro não chegará imediatamente - Vitor Silva/Botafogo
John Textor investirá R$ 150 milhões no Botafogo em 2022, mas dinheiro não chegará imediatamente Imagem: Vitor Silva/Botafogo

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/01/2022 04h00

O Botafogo foi comprado pelo norte-americano John Textor e inflamou sua torcida, que lotou a sede de General Severiano para comemorar a aprovação do conselho deliberativo. A esperança de deixar dias difíceis no passado e mirar um futuro repleto de glórias. Os alvinegros, no entanto, terão que ter um pouquinho mais de paciência.

É que por mais que o empresário fará um investimento de pelo menos R$ 150 milhões de reais em 2022 ainda não se tem certeza, dentro do clube, quando esse dinheiro estará realmente disponível para ser investido no futebol. Sendo assim, a diretoria trabalha com pés no chão - e com o que tem no momento.

  • De segunda a sexta, às 17h, o Canal UOL traz, ao vivo, as últimas informações do mercado da bola. Inscreva-se no YouTube de UOL Esporte e confira também as lives dos clubes, Posse de Bola e UOL News Esporte:

Isso quer dizer que, por exemplo, a expectativa para o Campeonato Carioca não é das mais animadoras. O clube perdeu os principais destaques do título da Série B e renovou com outros. Fora isso, apenas reforços pontuais como Breno e Vinícius Lopes, do Goiás, Klaus e Fabinho, do Ceará, e Erison, do Brasil de Pelotas, que ainda será anunciado.

Nenhum reforço badalado sonhado pelos torcedores foi anunciado. Há negociação com Elkeson e o sentimento de otimismo. A ideia é aumentar a oferta inicial, que ficou longe do desejado pelo atacante. Além dele, Rafael Carioca é outro que anima bastante o torcedor e deve chegar. Essas seriam as duas peças para a disputa do Carioca.

Elkeson comemora após marcar para o Guangzhou Evergrande no Campeonato Chinês - VCG/VCG via Getty Images - VCG/VCG via Getty Images
Elkeson é o principal nome em que o Botafogo negocia para a próxima temporada
Imagem: VCG/VCG via Getty Images

E o dinheiro?

John Textor investirá nos próximos dias R$ 50 milhões para que o Botafogo resolva dívidas referentes a 2021 e manter este início de nova temporada. O futebol ainda não sabe o quanto desse aporte sobrará para fazer grandes investimentos, o que torna os próximos meses do Alvinegro uma verdadeira incógnita.

A segunda investida do empresário norte-americano será feita apenas quando ele terminar a due diligence, que nada mais é um processo em Textor fará análise detalhada da situação do clube e cruzará os dados recebidos com a realidade. Isso tudo leva em torno dois meses e, somente após isso, é que é previsto o aporte dos demais R$ 100 milhões.

Na teoria, o dinheiro entraria para o Botafogo meados de março. A janela de transferências neste início de temporada será de 19 de janeiro a 12 de abril. Isso quer dizer que o clube terá um período curto com dinheiro na mão para realizar as transferências de impacto que espera poder fazer.

O segundo período de contratações será apenas de 18 de julho a 15 de agosto, ou seja, no meio da principal competição da temporada, o Campeonato Brasileiro. Há, portanto, um desejo de que tudo seja resolvido o quanto antes para que os investimentos sejam feitos antes da competição nacional

Vale ressaltar que em junho o Alvinegro receberá sua cota de televisão, que será novamente correspondente à elite do futebol brasileiro após temporada passada na Série B. Parte desse dinheiro será usado para pagar contas, mas também em investimento no futebol.

Botafogo