PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Flamengo evita caça às bruxas e se blinda por decisão na Copa do Brasil

Renato Gaúcho comanda treino sob chuva no Ninho do Urubu, CT do Flamengo - Alexandre Vidal/CRF
Renato Gaúcho comanda treino sob chuva no Ninho do Urubu, CT do Flamengo Imagem: Alexandre Vidal/CRF

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/10/2021 04h00

Classificação e Jogos

A derrota por 3 a 1 para o Fluminense aumentou o tom das cornetas sobre o Flamengo, mas a cúpula do clube entende que os questionamentos que vêm de fora contêm uma dose de exagero e não refletem a realidade dos fatos.

Ao passo que as críticas ao trabalho de Renato aumentam, a cúpula do clube entende que não há como dissociar a queda de performance a um quadro mais amplo que inclui as convocações e a temporada atípica de 2020.

Por conta da pandemia, os jogadores tiveram pouco tempo de descanso após a conquista do título do Brasileiro de 2020 e estão sendo expostos a um calendário que dá pouca margem para recuperação.

Diante dos fatos, a avaliação da cúpula de futebol é que não existe espaço para uma mudança no comando agora, o que não significa que o trabalho terá continuidade após o último compromisso do ano.

Essa caça às bruxas também está descartada, por ora, nos demais setores do Rubro-negro, que convive com um quadro crescente de lesões que atormentam a vida de Renato. O caso de Pedro, que foi liberado para atuar contra o Athletico depois de passar por um exame de imagem, causou ruídos, mas o departamento médico está respaldado pela direção.

O camisa 21 foi submetido a uma artroscopia na noite de ontem (25) e sua presença na final da Libertadores, dia 27 de novembro, está longe de ser descartada. O procedimento é considerado simples e a tendência é que o jogador esteja em condições a tempo de pegar o Palmeiras.

Às vésperas de decidir a vida na Copa do Brasil, o Fla tenta usar as críticas como combustível e apara as arestas para esfriar os ânimos. Em meio ao fogo cruzado, o clube escalou o vice de futebol Marcos Braz como "bombeiro" e o dirigente dará hoje (26) uma entrevista coletiva. A ideia é reforçar a blindagem a técnico e jogadores e assegurar a paz na Gávea.

No Ninho do Urubu, a certeza é de que a classificação para a final da Copa do Brasil irá apaziguar o ambiente e reavivar a confiança do torcedor. Para vencer o Athletico e chutar a crise para longe, os rubro-negros irão contar com a volta de Gabigol e Bruno Henrique. Os dois treinaram ontem (25) e têm presença confirmada no duelo de amanhã (27) contra os paranaenses, 21h30, no Maracanã.

Flamengo