PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Aos 40, Nenê reassume protagonismo no Vasco em nova "missão ingrata"

Nenê comemora gol diante do Cruzeiro em seu reencontro com São Januário, estádio do Vasco - Thiago Ribeiro/AGIF
Nenê comemora gol diante do Cruzeiro em seu reencontro com São Januário, estádio do Vasco Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Já veterano, Nenê está revivendo uma situação parecida com a que enfrentou em sua primeira passagem pelo Vasco. Naquela ocasião, o meia chegou em meio ao Campeonato Brasileiro de 2015 já com o clube sofrendo sério risco de rebaixamento. Com boas atuações e gols, ele assumiu o protagonismo, conduziu o time numa improvável arrancada e quase livrou a equipe de uma queda que já era dada como certa.

Agora aos 40 e em uma nova "missão ingrata", ele novamente tem um bom início, sendo destaque nas duas partidas, com direito ao gol no indesejado empate em 1 a 1 com o Cruzeiro no último domingo (19), em São Januário. Resultado que manteve o time distante do G-4, o grupo de acesso da Série B.

O tento, inclusive, teve um sabor especial, já que com ele Nenê ingressou no seleto grupo dos 50 maiores artilheiros da história do Vasco. Com 45 até aqui, ele está empatado na 50ª posição com Dejayr, que atuou na década de 50. O levantamento foi feito pelo jornalista André Garone.

Em seu Instagram após o jogo, o meia lamentou o resultado, mas vibrou com o gol marcado em seu reencontro com São Januário:

"Insatisfeito pelo resultado, mas muito feliz pela minha reestreia no Caldeirão com gol. Vamos contra tudo e contra todos em busca do nosso objetivo! Eu acredito! O Vasco é o time da virada!".

Nenê assinou contrato com o Vasco na semana passada até dezembro de 2022. Utilizando agora a camisa 77 ao invés da 10 da primeira passagem, ele é a esperança do Cruzmaltino na partida da próxima sexta-feira (24), contra o Brusque, na cidade catarinense.

Vasco