PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Inter: Aguirre explica Heitor no meio-campo e ausência de Gustavo Maia

Heitor entrou no fim do jogo contra o Sport atuando no meio-campo do Inter - Ricardo Duarte/Inter
Heitor entrou no fim do jogo contra o Sport atuando no meio-campo do Inter Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

14/09/2021 15h36

Classificação e Jogos

Duas situações chamaram atenção na vitória do Inter sobre o Sport, ontem (13), por 1 a 0. Quando precisou se defender, perto do fim do jogo, Diego Aguirre inovou e colocou Heitor, que é lateral, no meio-campo. Além disso, optou por começar com Caio Vidal e não utilizou Gustavo Maia em momento algum. Situações explicadas pelo treinador depois da partida.

A novidade no início do jogo foi Caio Vidal. Ao invés de manter Edenilson pela direita e promover a entrada de Johnny no lugar de Dourado, suspenso, o treinador preferiu uma ação mais ofensiva com outro jogador de ataque.

"Tentamos fazer um jogo mais ofensivo, entramos com Caio, que é outro atacante. Ele foi bem, trabalhou bastante, participou do lance do gol, se esforçou. Não saiu por jogar mal, mas porque procuramos outras alternativas", explicou Aguirre.

Quando Caio Vidal deixou o campo, não foi para a entrada de outro jogador de lado. No banco estavam Juan Cuesta e Gustavo Maia. Paolo Guerrero foi o escolhido e Yuri Alberto deslocado para a direita.

"O Gustavo tem pouco tempo aqui, só treinou uma semana e estou conhecendo ele. Foi uma opção. Ele vai ter suas oportunidades em algum momento. É um menino, tem pouco tempo conosco, mas seguramente vai jogar em algum momento", comentou o treinador.

Com Yuri pela direita, o Colorado ficou frágil na marcação e os avanços de Sander começaram a preocupar. O Sport abusava de cruzamentos para área, normalmente construídos por ali. Foi então que Heitor, que originalmente é lateral, foi chamado para ocupar tal posto, atuando na linha de meio-campo.

"Foi uma troca de 10 minutos, não esteve ali por muito tempo. Estávamos sofrendo porque o lateral esquerdo deles estava atacando muito, eles estavam fortes por ali. O Yuri não tem o ofício de ajudar, de trabalhar tanto defensivamente. Segurei o lado com o Heitor. Era um momento muito difícil do jogo e foi por somente 10 minutos", finalizou o técnico.

O próximo compromisso do Inter será domingo, contra o Fortaleza. Dourado e Palacios, que estavam suspensos, voltam ao time. Taison, que se recupera de lesão, é dúvida.

Internacional