PUBLICIDADE
Topo

Santos

Por que interino Marcelo Fernandes estará à frente do Santos em decisão

Marcelo Fernandes, auxiliar no Santos e técnico interino em jogo decisivo - Ivan Storti/ Santos FC
Marcelo Fernandes, auxiliar no Santos e técnico interino em jogo decisivo Imagem: Ivan Storti/ Santos FC

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

09/05/2021 04h00

Classificação e Jogos

Mesmo com Fernando Diniz já oficializado pelo Santos como substituto de Ariel Holan, não será ele quem estará à beira do gramado hoje (9) à tarde, na Vila Belmiro, na decisão contra o São Bento, às 16h, pela última fase do Campeonato Paulista. O auxiliar-técnico Marcelo Fernandes é quem comandará a equipe.

Segundo apurou o UOL Esporte, foi uma decisão conjunta entre a diretoria alvinegra e o treinador de 47 anos. O Peixe entende que, por ter acabado de chegar à Baixada Santista, não caberia a ele a responsabilidade de liderar o time em partida para evitar o rebaixamento à Série A2 do Paulista. A estreia de Diniz pelo Santos será na terça-feira, contra o Boca Juniors, pela Libertadores, também em casa.

O Peixe vem de uma derrota por 3 a 2 para o Palmeiras e precisa de pelo menos um empate contra o São Bento para evitar um inédito descenso sem depender de outro resultado. Se perder, só escaparia da A2 caso o Santo André perca por cinco gols de diferença para o Ituano. O Campeonato Paulista tem 16 equipes divididas em quatro grupos, mas, para definir os dois rebaixados, o regulamento leva em conta uma hipotética classificação geral, derrubando as duas piores campanhas.

O atacante Marinho é dúvida para a partida, pois teve diagnosticada uma lesão de grau 1 na coxa direita e corre contra o tempo para ficar disponível. Se não se recuperar em tempo, o garoto Ângelo, de 16 anos, deve sair jogando.

Marcelo Fernandes deve repetir o time do clássico, pois foi notável a melhora de desempenho do meio-campo com Jean Mota, Vinicius Balieiro e Gabriel Pirani. Com uma defesa sem novidades, Marcos Leonardo deve compor o ataque ao lado de Lucas Braga, restando a indefinição sobre Marinho ou Ângelo.

Vice-campeão da Libertadores há pouco mais três meses, o Santos começou mal a temporada 2021 e vem fazendo uma péssima campanha no Paulistão, a sua pior em 98 anos. Com a derrota para o Palmeiras nesta quarta (6), o time da Vila Belmiro soma apenas dez pontos em 11 jogos e com apenas 30,3% de aproveitamento, tem sua pior campanha desde 1923, segundo levantamento do jornalista Rodolfo Rodrigues, colunista do UOL Esporte.

Santos