PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Santos faz pior campanha em 98 anos no Paulistão e pode ser rebaixado

Gustavo Scarpa e Luan Peres disputam lance em Palmeiras x Santos - Cesar Greco/Palmeiras
Gustavo Scarpa e Luan Peres disputam lance em Palmeiras x Santos Imagem: Cesar Greco/Palmeiras
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

06/05/2021 23h37

Vice-campeão da Libertadores há pouco mais três meses, o Santos começou mal a temporada 2021 e vem fazendo uma péssima campanha no Paulistão, a sua pior em 98 anos. Com a derrota para o Palmeiras nesta quarta (6), o time da Vila Belmiro soma apenas 10 pontos em 11 jogos e com apenas 30,3% de aproveitamento, tem sua pior campanha desde 1923.

Para piorar, o Santos corre ainda o risco de ser rebaixado pela primeira vez em sua história, desde 1914. No próximo domingo, na última rodada da primeira fase, o Peixe vai receber o São Bento, na Vila Belmiro, e se perder pode cair para a Série A2 do Estadual - só escapa com derrota caso o Santo André perca por 5 gols de diferença para o Ituano.

Neste século 21, outro grande que flertou com o rebaixamento no Paulistão foi o Corinthians, em 2004. Na última rodada, o time precisa vencer a Portuguesa Santista para não cair para a Série A2. Mas acabou perdendo e só escapou da degola por causa da ajuda do São Paulo, que venceu o Juventus por 2 x 1.

Na história do Paulistão, desde 1902, nenhum dos 4 grandes times do Estado (Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo) foram rebaixados na competição. Em 1990, o São Paulo terminou em 15º, mas não caiu pois o regulamento já previa que 28 clubes disputariam a Série A1 em 1991. O time de Telê Santana jogou no Grupo Amarelo, com aqueles que seriam os participantes da Série A2, mas conseguiu classificação para a final do Paulistão naquele ano e ainda ficou com o título.

Fechado com o técnico Fernando Diniz, o Peixe precisa de apenas um empate no domingo para não passar pelo maior vexame de sua história meses depois de quase ser tetracampeão da Libertadores. Difícil de acreditar, mas não é impossível.

Campanhas do Santos na história do Paulistão

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL