PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Impasse gera dúvida para sequência e arranha imagem de Guerrero no Inter

Guerrero, atacante do Internacional, está com situação incerta no clube - Divulgação
Guerrero, atacante do Internacional, está com situação incerta no clube Imagem: Divulgação

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

04/05/2021 13h36

O impasse gerado com o pedido público de rescisão de contrato de Paolo Guerrero gera dúvidas sobre a sequência da carreira do atleta. Com sondagens de outros clubes e futuro incerto em Porto Alegre, o peruano vive um momento de interrogações e tem imagem arranhada no clube.

Tudo reflexo da atitude do último final de semana. Em nota, o empresário Vinicius Prates, e o próprio Guerrero, manifestaram desejo de romper o vínculo com o Colorado, cujo prazo vai até o fim deste ano.

A direção do Inter foi pega de surpresa e não abre mão de ressarcimento para saída do jogador. Segundo apurou o UOL Esporte, o desligamento é considerado, pois tiraria da folha de pagamento vermelha um valor considerável. O centroavante de 37 anos está no topo da lista de maiores salários do grupo. Mas o desfecho não será simples.

Guerrero e o Inter buscam, em reunião hoje (4), um caminho a seguir, seja para permanência no clube — com arestas aparadas em encontro no CT do clube — ou para desligamento. Rupturas deste tipo pautam a passagem do atacante pelo futebol brasileiro, tendo ocorrido em Corinthians e Flamengo.

Mas o descontentamento já é evidente e a imagem do atleta junto ao clube e à torcida está arranhada. A irritação nos bastidores com a atitude do fim de semana também reside na falta de reconhecimento pelo apoio dado nos momentos complicados. Guerrero esteve disponível apenas uma temporada das quase três que é ligado ao clube gaúcho.

Paolo era, até então, um dos principais nomes do elenco, e candidato ao lugar aberto na preferência dos torcedores com a saída de D'Alessandro. Ainda que venha a permanecer, chance que é considerada no momento, dificilmente o ambiente será como antes.

Enquanto isso, o mercado internacional já está atento aos ecos de Porto Alegre. O Boca Juniors, da Argentina, e o Allianza Lima, do Peru, surgem como possíveis destinos. No Brasil, o Atlético-MG, em nota, disse que não está envolvido no caso ou que tem qualquer negociação prevista com Guerrero. E o São Paulo chegou a sondar o atleta em outro momento.

Contratado em 2018 pelo Inter, Guerrero só estreou em 2019 em razão da punição por doping. Foi artilheiro do time na temporada, mas no ano seguinte sofreu uma grave lesão no joelho que o impediu de atuar até este ano.

Ao todo são 61 jogos e 31 gols com a camisa vermelha. Um feito a cada duas partidas.

Internacional