PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Roger vê boa atuação do Flu em empate com o River: "jogo de times grandes"

Roger Machado viu boa atuação do Fluminense em estreia na Libertadores - Lucas Merçon/Fluminense FC
Roger Machado viu boa atuação do Fluminense em estreia na Libertadores Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

22/04/2021 22h37

Classificação e Jogos

O Fluminense empatou com o River Plate por 1 a 1 na estreia do grupo D da Libertadores, e o técnico Roger Machado gostou do que viu. Apesar de sair atrás no placar, o Tricolor por pouco não conseguiu a vitória sobre um dos favoritos ao título da competição.

"Foi um jogo de times grandes que desejam ser protagonista neste grupo. Penso que foi um grande jogo. Jogo tático, de agressividade com cada time no seu estilo. Foi uma amostragem importante que nos dá a certeza que podemos evoluir muito", opinou.

Mesmo na estreia, o treinador já está pensando na classificação às oitavas de final. Questionado sobre as possibilidades de sua equipe na Libertadores, Roger não titubeou.

"Se conseguimos manter esse nível de concentração, de atuação, não tenho dúvidas [que podemos nos classificar]. Ainda mais começando atrás e [tendo] tido forças para buscar. Empatar em casa dentro dos domínios nunca é bom, mas eu dei parabéns para os atletas dentro do contexto que aconteceu", afirmou.

Ainda que o River tenha saído na frente com o gol de Montiel, cobrando pênalti, o técnico tricolor não viu o time argentino mais forte na partida. Roger admitiu que o Fluminense sentiu um pouco o início de jogo, mas conseguiu segurar o ímpeto do adversário.

"Nos primeiros dez minutos, sentimos um pouco o jogo emocionalmente, talvez pela estreia, por ter jovens debutando na Libertadores. Nas vezes que o River conseguiu chegar perto do nosso gol, foram em bolas que nós retomamos e devolvemos muito rápido para o River. De jogada criada, o River não teve nenhuma oportunidade de gol clara, jogada construída dentro do seu modelo. Não sucumbimos ao estilo de jogo do River. Pecamos no momento que retomávamos a bola e não conseguíamos organizar nossos ataques", disse.

Primeira substituição de Roger Machado no segundo tempo, o meia Cazares mudou a partida e teve grande atuação, vencendo o prêmio de melhor em campo em escolha da Conmebol. Em sua segunda "parceria" com o equatoriano, após comandá-lo no Atlético-MG, o treinador exaltou o desempenho do jogador.

"Já trabalhei com o Cazares em um passado recente, sei como utilizá-lo, do seu potencial. Tenho um grupo grande. Gostaria de ter todos à disposição no dia do jogo, mas escolho os 23 para a relação. Hoje ele entrou e pode nos ajudar, mudou as características da função depois que o Nenê deu ali sua contribuição no primeiro tempo. Conseguimos voltar pro jogo e [poderíamos] ter vencido também."

Após o empate pela Libertadores, o Fluminense vira a chave para o Campeonato Carioca. O Tricolor enfrenta o Madureira, no domingo (25), às 11h, na última rodada da Taça Guanabara. E pode até ser campeão, caso vença e Flamengo e Volta Redonda empatem.

Confira mais respostas de Roger Machado na coletiva:

Opção por Luiz Henrique

A gente sabe do histórico do River jogando dentro e fora de casa, o estilo de jogo. Eles buscam propor, botar bastante gente à frente da linha da bola. Íamos precisar de mais velocidade pelas beiradas para não sucumbir ao jogo do adversário e só se defender perto do gol. Essa foi a ideia original, ter duas pontas mais leves, retomando a bola e contra-atacando, como fizemos no nosso gol.

Ganso fora; Nenê e Cazares podem jogar juntos?

Tudo é possível, depende do jogo, depende do adversário. Gostaria de ter todos os jogadores à disposição. Optamos pelo Cazares para termos uma característica diferente nesta posição. Eu já tinha trabalhado com ele e sei o que ele pode oferecer. Eu tenho um grupo grande, o ano é grande, diferentes competições. Importantes competições. Vamos fazendo o jogo a jogo. Colocando as opções à medida que entendemos qual característica precisamos para cada adversário, de acordo com o modelo de jogo. Foi importante o Nenê ter ido até onde foi, e o Cazares ter feito sua parte. E em determinado momento, eu conto com o Paulo Henrique [Ganso] para poder utilizá-lo.

Fluminense