PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Pássaro revela conversas para renovações de Cano e Andrey no Vasco

Pássaro durante apresentação de Romulo no Vasco: falou sobre renovações de Cano, Andrey e especulações - Reprodução / Vasco TV
Pássaro durante apresentação de Romulo no Vasco: falou sobre renovações de Cano, Andrey e especulações Imagem: Reprodução / Vasco TV

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

20/04/2021 13h44

Durante a apresentação do volante Romulo, o diretor-executivo de futebol do Vasco, Alexandre Pássaro, também conversou com os jornalistas de maneira virtual e informou que tem mantido conversas para as renovações de contrato do atacante Germán Cano e do volante Andrey, onde ambos têm seus vínculos atuais se encerrando ao fim desta temporada.

O dirigente afirmou ter interesse na continuidade dos dois, mas cada caso tem sua especificidade. Cano, por exemplo, envolve a questão financeira, já que ele possui um dos maiores salários do elenco.

"Lógico que vamos tratar do assunto do Cano no momento certo. Eu estive com o empresário dele ainda em março. De todos esse jogadores que conversamos pela renovação, foi o primeiro que conversamos sobre a sequência e manutenção. A gente não fez nenhum carnaval dizendo que ele ia ficar. Ele tem contrato. No momento certo, falaremos. A gente sabe que precisamos de um direcionamento", disse Pássaro, complementando sobre a questão financeira:

"A gente precisa esperar, especialmente no caso dos que ganham mais, um direcionamento nosso na Série B. Tudo depende do nosso ano que vem. É claro que a gente não cogita a hipótese de não subir. Mas vamos ter de trabalhar muito, ter aproveitamento bom desde o começo. Toda a nossa receita e o nosso planejamento para o ano que vem, dependem deste ano. A gente não pode comprometer a parte financeira renovando o contrato do Cano sem ter a garantia de receita. A principal vem da Série A. A gente vai costurar isso, estamos na mesma página com o empresário. O Cano sabe que estamos nesse momento".

Já sobre Andrey, Pássaro falou sobre um suposto interesse do Santos e lembrou do momento de desvalorização que o volante enfrentou após o rebaixamento para a Série B. No entanto, o jogador tem dado a volta por cima nesta temporada e sido um dos principais destaques da equipe.

"Eu li sobre o interesse do Santos. O Andrey é um jogador que estava em todas as listas de torcida e imprensa de dispensa no Vasco. A imprensa não opinando, mas replicando. O Cabo foi extremamente criterioso na montagem do elenco e botou o Andrey na lista, decidimos apostar e ele talvez esteja fazendo jogos que não fazia há muito tempo. É um ativo nosso. Não se pode jogar no lixo por dez jogos assim como não se pode renovar por dez jogos. Temos, sim, o interesse de renovar no momento certo. Precisamos ter o equilíbrio, dar as condições para ele manter essa subida e aí, se mantendo, é sentar e conversar. Qualquer clube que tenha interesse no Andrey, vai ter que se sujeitar às condições que o Vasco colocar", destacou.

Diretor-executivo de futebol, Alexandre Pássaro apresenta o volante Romulo como reforço no Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco
Diretor-executivo de futebol, Alexandre Pássaro apresenta o volante Romulo como reforço no Vasco
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Confira outros tópicos da entrevista de Pássaro

Busca mais um lateral esquerdo?

"Temos um jogador que chegou que foi o Zeca. Antes de a gente voltar ao mercado para avaliar nomes, e temos alguns mapeados, queremos ver o desenvolvimento do Riquelme. É um menino novo, tem a idade do Talles. É magrinho, mas tem qualidade impressionante. Antes de ocupar esse espaço e travar o desenvolvimento de uma joia da nossa base, a gente quer ver o desenvolvimento dele. Se entendermos que se faz necessária a contratação, faremos. No momento, o jogador que analisamos é o da casa. Para o começo da Série B, a gente toma uma decisão mais definitiva".

Empréstimo de Galarza

"O número que a gente sempre trabalha é US$ 1 milhão. É o valor total do contrato. Se a gente conseguir alguma negociação mais vantajosa, é lucro. O Vasco, todos sabem, não tem uma receita nova. Então, qualquer compra feita agora ou na frente tem um custo. Quando se compra, se dispara gatilhos do contrato. Exemplo hipotético: se o salário é 5 e passa a 80, tem esse custo de 75 mil pelo tempo antecipado. Ainda tem comissão... Estamos atentos para fazer o melhor para o Vasco. O empresário dele, o Regis Marques, que é meu amigo, quer criar esse assunto e essa apreensão na torcida. Mas eu falei para ele que a cada live que ele participar, a comissão será reduzida (risos)".

Bruno César volta após empréstimo ao Penafiel?

"Vamos pensar nisso tão logo acabe o contrato dele com o time português. Pode ser que ele continue lá. Da parte financeira, ele não interessa. Se não houver renegociação, nem olharemos a parte técnica".

Jogadores afastados

"Cada um tem uma situação diferente. Treinar em separado é diferente de estar encostado. Eles traçam um caminho diferente. Passivo foi quando se assina o contrato. Dentro das expectativas dos jogadores e do interesse do Vasco, estamos buscando a melhor solução".

Eliminação no Carioca

"Seria injusto colocar aqui a desclassificação na conta dos jogadores que atuaram naqueles jogos [quando o Vasco atuou com o sub-20]. Mas, sim, eles fizeram diferença. Se a gente tivesse empatado, a situação seria diferente. Mas valeu a pena. A gente tinha riscos a correr, então, fizemos em dez dias a saída de uma temporada para outra. A eliminação nos entristece, mas não pesa. O sentimento é de um Vasco eliminado, mas não tem pressão sobre o treinador ou direção. O grande foco aqui é a Série B, todo mundo sabe. Depois, a Copa do Brasil. Agora, de nada adianta ganhar a Copa do Brasil e não subir. A desclassificação não significa que está tudo errado. Ajustamos muitas coisas".

Vasco