PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Maior artilheiro estrangeiro do século no Vasco: Cano fica a um gol de Pet

Germán Cano vibra após marcar na vitória do Vasco por 3 a 1 sobre o Flamengo no Carioca - Rafael Ribeiro / Vasco
Germán Cano vibra após marcar na vitória do Vasco por 3 a 1 sobre o Flamengo no Carioca Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

20/04/2021 04h00

Com o gol anotado sobre o Boavista, no empate em 2 a 2, no último domingo (18), o argentino Germán Cano ficou a um de igualar o sérvio Petkovic como o maior artilheiro estrangeiro do século 21 no Vasco da Gama.

Pet fez 28 gols em sua passagem pelo Cruz-Maltino, entre 2002 e 2004, quando também sagrou-se campeão carioca de 2003.

Cano tem 27 até aqui, e se fizer mais três, iguala também seu compatriota Alfredo González, que, entre 1940 e 1941, fez 30 gols e é, até hoje, o argentino que mais fez gols na história do Vasco.

O camisa 14 ainda tem condições de alcançar mais uma marca na temporada: se chegar aos 37 gols, se igualará ao paraguaio Silvio Parodi (1954 a 1955) como o segundo maior artilheiro estrangeiro da história vascaína. O líder do ranking é o uruguaio Villadóniga, que, entre 1938 e 1942, fez 83 gols.

Artilheiro do clube na temporada passada, Germán Cano foi a aposta da diretoria do Vasco para o processo de reconstrução do clube e tentativa de retornar à Série A do Campeonato Brasileiro. Seu contrato é até dezembro de 2021.

Faz o L

Algo que a torcida do Vasco já se acostumou e que se tornou uma marca registrada do atacante é sua comemoração fazendo um "L" com as mãos. O gesto é uma homenagem ao seu pequeno filho Lorenzo, que virou uma espécie de xódo dos cruz-maltinos.

Até mesmo o clube já adotou a comemoração e costuma sugerir que os torcedores repitam o gesto após os gols do atacante argentino:

Cano tem ajudado na marcação

Agora sob o comando do técnico Marcelo Cabo, Cano tem se tornado mais participativo nas partidas, ajudando na marcação na saída de bola do adversário, algo que o treinador tornou explícito após a vitória no clássico sobre o Flamengo por 3 a 1, quando o argentino também balançou a rede:

"A gente tem marcação zonal. Devo ter gritado o nome do Cano umas 30 vezes no jogo. Preciso da ajuda dele, e ele me ajudou bastante. Por isso o Pec saiu cansado, pela função de bloquear a descida do lateral do Flamengo. Nossa marcação começa no Cano e termina no Lucão [goleiro]", analisou.

Os cinco maiores goleadores estrangeiros do Vasco:

1º - Villadóniga (URU) - 83 gols - entre 1938 e 1942

2º - Silvio Parodi (PAR) - 37 gols - entre 1954 e 1955

3º - Alfredo González (ARG) - 30 gols - entre 1940 e 1941

4º - Petkovic (SER) - 28 gols - entre 2002 e 2004

5º - Germán Cano (ARG) - 27 gols - de 2020 até aqui

Vasco