PUBLICIDADE
Topo

Inglês - 2020/2021

Em meio a protestos, Chelsea e Brighton ficam no 0 a 0 no Campeonato Inglês

Mason Mount e Danny Welbeck disputam a bola na partida entre Chelsea x Brighton - MIKE HEWITT/AFP
Mason Mount e Danny Welbeck disputam a bola na partida entre Chelsea x Brighton Imagem: MIKE HEWITT/AFP

Do UOL, em São Paulo

20/04/2021 18h16

Classificação e Jogos

Chelsea e Brighton empataram em 0 a 0 na 32ª rodada do Campeonato Inglês. Os holofotes da partida, no entanto, estavam voltados para o entorno de Stamford Bridge, onde milhares de torcedores se reuniram para protestar contra a entrada da equipe na Superliga Europeia.

A manifestação atrapalhou a chegada da delegação. O ex-goleiro e atual dirigente da equipe, Peter Cech, precisou descer do ônibus para acalmar alguns torcedores.

O resultado deixa o Chelsea vivo na briga pela classificação para a Liga dos Campeões. O time agora é o 4º colocado, com 55 pontos, e no sábado (24), enfrenta o West Ham, às 13h30 (horário de Brasília). O Brighton é o 16º, e visita o Sheffield United.

Dentro de campo, o Brighton, que luta para fugir do rebaixamento, enfrentou bravamente os Blues, que não estavam em uma noite inspirada.

O setor de criação não funcionou, e nas raras chegadas com perigo ao setor de ataque, o time parou nos desarmes. Assim foi aos 21 minutos, com Havertz, que invadiu a área, mas na finalização, a bola ficou com o goleiro Sanchez.

Na sequência, Zouma tentou com um chute de longa distância, mas de novo, Sanchez impediu que abrissem o placar.

Na segunda etapa, Adam Lallana encontrou espaço dentro da grande área para a finalização, e a bola passou a centímetros do gol dos Blues. Danny Welbeck chutou de fora, e ficou na trave.

Giroud também ficou no quase. Depois de receber um passe milimétrico de Callum Hudson-Odoi, ele chutou de dentro da área mas acabou errando o alvo, e a bola saiu pela linha de fundo raspando a trave. Aos 48, ele tentou de novo, de cabeça, mas Sanchez fez uma grande defesa.

Aos 47, Ben White, do Brighton, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso pelo árbitro Stuart Atwell.