PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Vencedor no Fla, Jorge Jesus acumula 5 fracassos em oito meses de Benfica

Jorge Jesus durante a partida entre Benfica e Arsenal pela Liga Europa - REUTERS/Alkis Konstantinidis
Jorge Jesus durante a partida entre Benfica e Arsenal pela Liga Europa Imagem: REUTERS/Alkis Konstantinidis

Pedro Ungheria

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/02/2021 19h33

Após uma passagem vitoriosa no Brasil, onde conquistou Campeonato Carioca, Brasileirão, Recopa Sul-Americana, Supercopa do Brasil e Libertadores da América, Jorge Jesus vive uma fase longe de ser considerada boa no Benfica. O técnico português já acumula cinco fracassos em oito meses de trabalho.

Derrotas nos playoffs da Champions League, final da Supercopa Portuguesa, na semifinal da Taça da Liga e um amargo vice no Campeonato Português já pesavam contra Jesus. A pressão ficou ainda maior após a eliminação de hoje, contra o Arsenal, na segunda fase da Liga Europa.

A permanência do técnico no clube português, que já era questionada antes mesmo da queda na competição continental, ficou ainda mais incerta. Ontem, parte da torcida do Benfica protestou com buzinaço em Lisboa. Alguns torcedores colocaram faixas de protesto nas imediações do Estádio da Luz. Uma das faixas era direcionada ao técnico Jorge Jesus.

Antes da partida contra o Arsenal, o treinador afirmou que "os jogadores precisam de carinho". A faixa levava a seguinte mensagem: "Queres carinho? Levaste com um Paok?".

Dos títulos aos fracassos

Logo após se despedir do Brasil com a justificativa de 'motivos pessoais e familiares', o Mister chegou ao Benfica em julho de 2020, com a moral lá no alto. Logo de cara, solicitou reforços como Everton Cebolinha, Vertonghen, Gilberto.

A mídia portuguesa passou a adjetivar o Benfica como 'uma nova potência' que surgia para disputar os grandes títulos da Europa, principalmente a Liga dos Campeões, mas não foi o que aconteceu. Diante do PAOK, da Grécia, o comandante tinha a responsabilidade de colocar o clube na fase de grupos da competição, mas acabou eliminado.

Com a derrota para o time então comandado por Abel Ferreira, atual treinador do Palmeiras, Jesus amargou sua primeira eliminação no retorno a Portugal.

Depois disso veio a chance de se redimir na Supercopa Portuguesa, em uma final contra o Porto, mas novamente ficou sem o troféu. Outro fracasso foi a eliminação na semifinal da Taça da Liga, diante do Braga. Logo, o poder de Jesus passou a ser questionado por torcedores e pela mídia esportiva local.

Além das frustrações em jogos eliminatórios, o Benfica amargou o vice no Campeonato Português. O clube terminou a competição em segundo lugar, cinco pontos atrás do Porto.

Na atual temporada, a situação do Benfica passou a se complicar ainda mais. Atualmente, as Águias ocupam apenas a quarta colocação no Campeonato Português. Uma possível recuperação poderia acontecer com uma classificação para as oitavas de final da Liga Europa, mas novamente não foi o que aconteceu. O time comandado por Jorge Jesus foi derrotado por 3 a 2 após empatar em 1 a 1 no jogo de ida.

Atualmente, resta ao Mister apenas a Taça de Portugal, onde está na semifinal e venceu o jogo de ida por 3 a 1 contra o Estoril. Caso vença, terá pela frente na decisão o vencedor do confronto entre Porto e Braga.

Esporte