PUBLICIDADE
Topo

Mundial de Clubes - 2020

Tigres vence Ulsan por 2 a 1 e enfrentará Palmeiras na semifinal do Mundial

Partida entre Tigres x Ulsan Hyundai pela vaga na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa - MOHAMMED DABBOUS/REUTERS
Partida entre Tigres x Ulsan Hyundai pela vaga na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa Imagem: MOHAMMED DABBOUS/REUTERS

Do UOL, em São Paulo

04/02/2021 12h58Atualizada em 04/02/2021 15h53

Classificação e Jogos

O Tigres venceu o Ulsan por 2 a 1 no Al Rayyan Stadium nesta quinta-feira (4), em Doha, no Qatar, pela primeira partida do Mundial de Clubes, com boa atuação do atacante francês Gignac. O resultado de hoje credenciou o time mexicano como adversário do Palmeiras na semifinal do torneio, que acontece no próximo domingo (7).

A partida contou com a presença de torcedores locais, todos com teste de covid-19 negativo, segundo a Fifa. Nos primeiros quatro minutos de jogo, os atletas reclamaram algumas vezes da bola, que precisou ser substituída.

O Ulsan abriu o placar com um gol de bola parada de Kim Kee-hee, aos 24 minutos de jogo, mas não conseguiu segurar a vantagem no marcador. O Tigres empatou aos 38 minutos, graças ao experiente francês André-Pierre Gignac, membro da seleção de seu país na Euro de 2016.

Aos dois minutos de acréscimo do primeiro tempo, houve um pênalti de Kee-Hee a favor do Tigres. Gignac cobrou e garantiu a virada dos mexicanos na primeira etapa da partida.

O segundo tempo teve o início dominado pelo Ulsan, que pressionou o Tigres com muita marcação. Aos 13 minutos, Yoon Bit-garam marcou um belo gol, que acabou anulado em razão de impedimento. No restante do duelo, os dois times focaram nas finalizações, mas nenhuma foi parar no fundo da rede.

Palmeiras e Tigres se enfrentam no próximo domingo (7), às 15h (de Brasília), com transmissão da Rede Globo. O Bayern de Munique, outro semifinalista do torneio, encara o vencedor de Al Duhail e Al-Ahly na segunda-feira (8).

Os vencedores desses dois jogos semifinais vão disputar a final do Mundial de Clubes da Fifa na próxima quinta-feira (11), às 15h (de Brasília).

Análise dos blogueiros do UOL: