PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Fifa deve permitir que campeão da Libertadores inscreva reforços no Mundial

Breno Lopes, autor do gol do título da Libertadores, não pôde jogar Mundial - Cesar Greco/Palmeiras
Breno Lopes, autor do gol do título da Libertadores, não pôde jogar Mundial Imagem: Cesar Greco/Palmeiras
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

20/11/2021 04h00

Provavelmente o campeão da Libertadores 2021 será liberado a inscrever no Mundial de Clubes, que será em fevereiro de 2022, jogadores contratados no início do próximo ano. No Palmeiras, por exemplo, correligionários da próxima presidente, Leila Pereira, acreditam que ela possa dar um cartão de visitas caso o clube vá a Abu Dhabi e gaste com reforços. No Flamengo também não é descartado investimento em contratações para começar a temporada. A final da Libertadores será em 27 de novembro, em Montevidéu.

Pelo regulamento do Mundial é proibido a participação de atletas que tenham chegado ao clube depois da janela internacional de negociações estar encerrada, mesmo em caso de transações nacionais. No Mundial de 2020, disputado em fevereiro de 2021, o Palmeiras não pôde inscrever o atacante Breno Lopes, autor do gol do título da Libertadores contra o Santos, porque ele havia sido contratado no fim de novembro de 2020, fora do período elegível — a janela brasileira havia fechado em 9 de novembro.

A coluna revelou na quarta-feira (17) as datas das duas janelas internacionais do futebol brasileiro em 2022: a maior, de 12 semanas, será de 1º de fevereiro a 25 de abril e a menor, de quatro semanas, de 18 de julho a 15 de agosto.

O Mundial foi adiado de dezembro de 2021 para 2022 porque o Japão, sede original, desistiu da organização por causa da pandemia de covid-19. A Fifa cedeu o torneio aos Emirados Árabes, mas por causa do calendário teve que empurrá-lo para 2022, provavelmente na segunda quinzena de fevereiro — a federação trabalha com o torneio ocorrendo entre 16 e 26 de fevereiro.

A abertura da janela internacional no Brasil ocorrerá no começo de fevereiro, o que deve permitir a Palmeiras ou Flamengo adquirir atletas no início do ano e inscrevê-los no torneio. Mas por que ainda não é possível cravar que os clubes poderão contratar? Por uma questão burocrática.

É preciso esperar a definição exata das datas do Mundial e de quando a Fifa vai exigir que os participantes enviem uma pré-lista de inscritos com 35 nomes. Na edição 2020 (que ocorreu no começo de 2021) foram 15 dias antes de começar o torneio, mas essa é uma regra variável. Se, por exemplo, o Mundial começar dia 16 de fevereiro e a Fifa exigir a lista em um período muito superior a 15 dias, já ficaria inviabilizado inscrever atletas adquiridos antes da janela brasileira abrir em fevereiro.

A Fifa deve divulgar até 29 de novembro, quando os cruzamentos de jogos serão sorteados em Abu Dhabi, a data exata do Mundial.