PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Barcelona fica mais distante da contratação de Eric García, do City

Eric Garcia, durante treino do Manchester City - Tom Flathers/Manchester City FC via Getty Images
Eric Garcia, durante treino do Manchester City Imagem: Tom Flathers/Manchester City FC via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

15/01/2021 20h52

Tratado como uma prioridade para a janela de transferências de janeiro, o zagueiro Eric García, do Manchester City, não deve vir para o Barcelona. Em uma reunião realizada hoje, Carlos Tusques, presidente da Junta Gestora que conduz o clube desde a renúncia de Josep Maria Bartomeu, e os três candidatos - Joan Laporta, Victor Font e Toni Freixa, decidiram que o Barça não fará a contratação por enquanto.

Joan Laporta, um dos candidatos, revelou que o clube não pode permitir que a Justa Gestora tome esse topo de decisão. "Concluímos que se um jogador está em fim de contrato, temos que esperar. Teremos que pagar a transferência e o salário do jogador", disse, segundo o jornal espanhol 'ÀS'. O contrato de García com o time inglês termina em 30 de junho.

O Manchester City diminuiu a pedida pelo jogador. Antes, eram 20 milhores de euros, agora, segundo valores divulgados pela imprensa espanhola, são 10 milhões de euros. Para encaminhar a negociação, era preciso os candidatos a presidência concordasesem, o que não aconteceu.

Eleições adiadas

Os cartolas também decidiram na reunião pelo adiamento das eleições em razão da pandemia da covid-19. Antes marcadas para o dia 24 de janeiro, o pleito só deve acontecer em 7 de março - se as condições sanitárias na Espanha permitirem. O Barcelona confia que será possível incorporar o voto por correio, que depende de uma modificação na lei do esporte vigente atualmente na Catalunha. Isso possibilitaria que os sócios do clube que moram em regiões distantes registrem seus votos.

Por ora, há pontos de votação previstos em Madri, Valencia, Sevilha, Palma de Mallorca, Andorra e Barcelona, que também podem ser ampliados.

Barcelona