PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

SPFC espera arrecadar R$ 460 mi em 2021 e vê receita cair R$ 200 mi em 2020

São Paulo votará orçamento de 2021 e revisão do documento de 2020 na noite de hoje - Divulgação/Conmebol
São Paulo votará orçamento de 2021 e revisão do documento de 2020 na noite de hoje Imagem: Divulgação/Conmebol

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

17/12/2020 18h17

O Conselho Deliberativo do São Paulo votará, em reunião presidida por Olten Ayres Abreu Júnior, na noite de hoje (17), a proposta orçamentária para 2021 e a revisão do orçamento de 2020. O documento, confeccionado pelos membros do Conselho de Administração, prevê receita de R$ 460,7 milhões no próximo ano, sendo R$ 176 milhões em vendas de atletas, e despesas de R$ 448,2 milhões, com superávit líquido de R$ 12,5 milhões.

Há uma estimativa de redução do endividamento geral do clube em R$ 91,4 milhões e também a possibilidade de um caixa líquido de R$ 160 milhões. O documento aponta ainda as modificações do orçamento aprovado anteriormente para 2020. Por causa da pandemia do novo coronavírus, os números foram revisados pelo Conselho de Administração.

O grupo explica que os dados foram comprometidos por causa da paralisação de todas as atividades do São Paulo e alega que isso acarretou a redução de R$ 228 milhões na geração de caixa prevista para o exercício.

Diante da necessidade de fazer caixa, o clube obteve R$ 48 milhões em novos empréstimos junto a instituições financeiras na segunda quinzena de dezembro, cujos recursos serão utilizados para fazer frente ao pagamento do 13º salário e férias, além de permanecerem no caixa R$ 22 milhões, que serão reservados para as obrigações vincendas em janeiro de 2021, referentes a folha de pagamento de dezembro, acordos trabalhistas e amortizações de empréstimos contraídos.

No fim do ano passado, a previsão para receita total era de R$ 541,3 milhões. A tendência é que a receita seja de R$ 341,3 milhões em dezembro de 2020. Com isso, foi alterada também a previsão para resultado líquido. A expectativa era de R$ 68,5 milhões de superávit. Entretanto, a tendência é que 2020 seja encerrado com um déficit de R$ 138,9 milhões.

São Paulo