PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Sem Sampaoli, Atlético-MG vira 'quebra-cabeça' do interino Leandro Zago

Leandro Zago é técnico do time de transição do Galo e substitui Sampaoli, que está com Covid-19 - Pedro Souza/Atlético-MG
Leandro Zago é técnico do time de transição do Galo e substitui Sampaoli, que está com Covid-19 Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

20/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

O surto de Covid-19 no Atlético-MG afastou dos treinos na Cidade do Galo o técnico Jorge Sampaoli, toda sua comissão técnica e mais seis jogadores — os zagueiro Réver e Gabriel, o goleiro reserva Victor, o volante Allan, o lateral direito Guga e o atacante Eduardo Vargas. Os desfalques geraram problemas na derrota para o Athletico-PR e seguem dando trabalho para a montagem do time titular para o jogo contra o Ceará, domingo (22), às 16h, no Castelão, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Soma-se a esse grupo, ainda, o meio-campista equatoriano Alan Franco, que foi diagnosticado com o novo coronavírus na seleção do Equador, e cumpre quarentena fora do Brasil.

Dos milhões investidos em reforços pelo Atlético-MG a pedido de Sampaoli, agora o time sofre com ausências importantes em momento crucial, logo quando o Galo recuperou a liderança do Brasileirão. Não tendo o próprio comandante à disposição, pelo menos presencialmente, por causa do coronavírus. o clube tenta usar a tecnologia para encurtar a distância entre o argentino e a comissão interina que está à frente dos trabalhos no CT alvinegro.

Se o artifício dos vídeos e telefonia segue como alternativa para aproximar Sampaoli do dia a dia no centro de treinamento, a tecnologia ainda não inventou não descobriu como encontrar um novo lateral direito, que seja experiente ou minimamente acostumado com a rotina do time. Sem Guga, em quarentena, e também sem poder contar com o veterano Mariano, lesionado, a chance apontou para um garoto contra o Furacão: o jovem Talison.

Com apenas 20 anos, o lateral entrou "em uma fogueira" na partida atrasada válida pela 6ª rodada do Brasileirão. No entanto, teve atuação segura, apesar da derrota alvinegra.

Em 89 minutos em campo, Talison mostrou segurança sem comprometer. No entanto, também não foi uma peça tão destacada pela lateral do campo, como Guga costuma ser quando titular. Mais tímido ofensivamente, deu 94 toques na bola, acertou 50 passes de 64 tentados (78% de aproveitamento).

O jovem fez dois desarmes e sete interceptações. Além disso, acertou três lançamentos de 12 tentativas e quatro cruzamentos, que não acertaram o alvo dentro da área alvinegra, segundo o site estatístico Sofascore.

E justamente a falta de poder de fogo pelas laterais, somada à falta de criatividade do meio-campo atleticano, foram cruciais para o fim da invencibilidade de 15 jogos em casa no jogo com o Furacão.

"A gente não conseguiu ter essa velocidade pelas trocas e situações que aconteceram [surto de coronavírus]. Isso teve um impacto muito grande, porque não conseguimos desequilibrar a equipe do Athletico, as linhas de defesa deles, e, principalmente, não conseguimos ser agressivos na última linha. Não conseguimos criar chances de gols claras, praticamente nenhuma, sempre com bolas divididas. A gente não teve a coordenação que exige, que precisa de muito treino e trabalho. Talvez as mudanças de última hora, que impactaram muito no treino de ontem [da última terça], nas últimas sessões, tenham tido influência nessa questão", disse o interino Leandro Zago.

E será justamente Zago o responsável por montar esse 'quebra-cabeça alvinegro' para os dois próximos compromissos pelo menos. Além do Ceará o treinador do time de transição deve comandar também o Galo contra o Botafogo, quarta-feira (25), em Belo Horizonte.

"Quando a gente acaba numa sessão de treino tendo que colocar um jogador que veio da equipe sub-20, nessa linha para poder defender, isso acaba mexendo na situação defensiva", justificou Zago.

Apesar de tantas notícias negativas, o interino atleticano poderá contar com o zagueiro paraguaio Junior Alonso e o atacante venezuelano Savarino. Ambos retornaram de suas respectivas seleções, após rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas, e ficam à disposição para o jogo com o Ceará.

Atlético-MG