PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cuca puxa fila em rodada com mais de 40 casos de Covid-19: "Não é fácil"

Cuca, técnico do Santos, durante partida em agosto de 2020 - Miguel Schincariol/Getty Images
Cuca, técnico do Santos, durante partida em agosto de 2020 Imagem: Miguel Schincariol/Getty Images

Gabriel Carneiro e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Pauo

15/11/2020 15h00

Classificação e Jogos

Segundo dados do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, foram registrados nas últimas 24 horas 36.402 novos testes positivos para Covid-19 no país, totalizando 5.848.101 infectados. O número de mortes passou ontem de 165 mil, com nove estados e o Distrito Federal vivendo uma tendência de aumento na média. O cenário é delicado, o temor é por uma segunda onda da doença e nem o futebol passou ileso aos perigos da pandemia.

Ao todo, de acordo com dados divulgados pelos clubes até 15h deste domingo, os 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro notificaram 45 jogadores e dois treinadores contaminados e em isolamento - alguns a serviço de suas seleções, como Alan Franco e Viña.

Treze clubes têm casos positivos, com destaque para o Santos, que jogou ontem (14), contra o Internacional, desfalcado de 11 atletas e também do técnico Cuca, que chegou a ser internado na Unidade Semi-Intensiva do Hospital Sírio Libanês, na cidade de São Paulo, mas melhorou do quadro.

Estou melhorando, graças a Deus. Não é fácil, parceiro. Mas eu acho que o pior já passou. Só durmo, muito remédio, só acorda e dorme, não posso fazer nada."

Cuca disse ao UOL Esporte que nem sequer pôde assistir à vitória santista na Vila Belmiro por causa dos efeitos da medicação.

Ricardo Oliveira - Divulgação - Divulgação
O atacante do Coritiba Ricardo Oliveira é um dos 42 casos positivos de jogadores para Covid-19
Imagem: Divulgação

Além de Cuca, o técnico Rodrigo Santana, do Coritiba, também testou positivo para Covid-19 e não vai trabalhar na segunda-feira, quando a equipe que luta contra o rebaixamento recebe o Bahia no Couto Pereira, às 18h. O elenco paranaense soma ao todo nove casos, além de profissionais da comissão técnica, o que mostra um surto da doença assim como acontece no Santos.

Também chamam atenção os números de infectados no Palmeiras (6) e no Vasco (4). Há alguns clubes com dois casos positivos, como Atlético-MG, Ceará, Corinthians, Fortaleza, Fluminense e Internacional e mais alguns clubes com apenas uma notificação até o momento, Botafogo, São Paulo e Sport.

Os outros sete clubes não notificaram casos positivos à imprensa: Athletico-PR, Atlético-GO, Bahia, Flamengo, Goiás, Grêmio e Red Bull Bragantino.

Veja os casos positivos no Brasileirão:

Santos - 12
Cuca; Alex, Alison, Ângelo, Diego Pituca, João Paulo, Jobson, Jean Mota, Lucas Veríssimo, Madson, Sandry e Vladimir.

Coritiba - 10
Rodrigo Santana; Matheus Bueno, Matheus Galdezani, Muralha, Nathan, Nathan Silva, Patrick Vieira, Ricardo Oliveira e dois não divulgados.

Palmeiras - 6
Danilo, Gabriel Menino, Gabriel Silva, Luan, Rony e Viña.

Vasco - 4
Carlinhos, Leandro Castán, Miranda e Ribamar.

Atlético-MG, Ceará, Corinthians, Internacional, Fluminense e Fortaleza - 2
Alan Franco e Sávio; Eduardo Brock e Vina; Jô e Mateus Vital; Nonato e Patrick; Fernando Pacheco e Yago; Osvaldo e Yuri César.

Botafogo, São Paulo e Sport - 1
Walery; Tchê Tchê; Rafael Thyere.

Futebol