PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Sem Fred e Nenê, Flu de Odair confia em 'retorno' de Marcos Paulo no ataque

Marcos Paulo é esperança do Fluminense no ataque contra o Fortaleza pelo Brasileirão - Lucas Mercon/Fluminense FC
Marcos Paulo é esperança do Fluminense no ataque contra o Fortaleza pelo Brasileirão Imagem: Lucas Mercon/Fluminense FC

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

30/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

Foram 231 dias separados, mas Marcos Paulo, enfim, reencontrou as redes na vitória do Fluminense sobre o Santos, que colocou o Tricolor no G-4 do Campeonato Brasileiro. O gol coroou a boa atuação do camisa 11, que vive ano conturbado no clube, e mais do que isso: faz do jovem de 19 anos voltar a ser esperança para o time de Odair Hellmann, uma vez que o treinador terá desfalques importantes contra o Fortaleza, no sábado (31), às 21h.

Para o jogo no Castelão, o Flu não terá nem Nenê e Fred, referências do ataque da equipe, o quarto melhor do Brasileirão, com 28 gols — atrás justamente de Internacional, Flamengo e Atlético-MG, os três times acima do Tricolor na tabela de classificação. Por isso, é em Marcos Paulo, que anotou pela sexta vez na temporada, que os tricolores confiam para manter os bons números ofensivos.

"O atacante tem esse timing da necessidade do gol dentro do processo de confiança. Marcos Paulo não é diferente. É um jovem promissor, excelente menino, excepcional jogador", definiu Odair na coletiva após a vitória sobre o Santos.

Marcos Paulo abraça Ganso após gol do Fluminense; dupla voltou a jogar bem - MARCELO GONCALVES/ESTADÃO CONTEÚDO - MARCELO GONCALVES/ESTADÃO CONTEÚDO
Marcos Paulo abraça Ganso após gol do Fluminense; dupla voltou a jogar bem
Imagem: MARCELO GONCALVES/ESTADÃO CONTEÚDO

Com seis gols e cinco assistências em 32 jogos em 2020, o atacante quer mostrar, também, que está com o foco voltado para o Fluminense. Durante a janela de transferências, o jovem, considerado uma joia pelo clube, era tratado como a "bola da vez" para ser negociado. As conversas com Olympique de Marselha e Torino até avançaram, mas o jogador acabou ficando nas Laranjeiras.

Depois, ainda testou positivo para coronavírus, perdendo ainda mais tempo. Enquanto isso, viu a sua dupla Evanílson deixar o clube rumo ao Porto, Nenê disparar na artilharia, Fred se estabelecer como titular e até o companheiro de base Luiz Henrique ganhar espaço no time. O status de titular mudou, mas o camisa 11 ainda tem o respaldo do técnico para voltar a ser preponderante.

"Há uma disputa benéfica ao grupo e talvez na função de lado de campo seja onde temos mais opções com características diferentes. E tenho usado esses jogadores em momentos diferentes. Marcos Paulo está dentro desse processo. Fico feliz que tenha feito o gol para confiança dele. Que bom que foi nesse momento importante do jogo. É nessa disputa, nesse respeito entre jogadores, que vamos evoluir como grupo e como time. E eu, como treinador, tenho que saber a melhor forma de aproveitar todos esses jogadores", destacou Odair.

Atuando solto entre as linhas contra o Santos, o jovem de 19 anos voltou a mostrar a qualidade de sempre para criar jogadas — e também aparecer para concluí-las.

Em 2019, no Brasileirão, Marcos Paulo também apareceu como "arco e flecha": foram quatro gols e quatro assistências. Seis das oito participações em gols foram em um momento de pressão, nas últimas dez rodadas, quando o Tricolor arrancou para seis jogos de invencibilidade, se livrou do rebaixamento e conquistou vaga na Copa Sul-Americana.

A situação, entretanto, é bastante diferente agora. No G-4 do Brasileirão, o Fluminense briga para se manter e, quem sabe, cortar a diferença para o líder Internacional, que tem 35 pontos, seis a mais que o Tricolor. No confronto direto com o oitavo colocado Fortaleza, que tem 24, Marcos Paulo deve comandar o ataque tricolor, que ainda não definiu os substitutos dos desfalques — Dodi, Fred e Nenê — e fará modificações na escalação.

Fluminense