PUBLICIDADE
Topo

Arsenal

Após cortar Ozil do Campeonato Inglês, Arteta diz que consciência está leve

Meio-campista Mesut Ozil foi cortado do Campeonato Inglês por Mikel Arteta - JOHN SIBLEY
Meio-campista Mesut Ozil foi cortado do Campeonato Inglês por Mikel Arteta Imagem: JOHN SIBLEY

Do UOL, em São Paulo

22/10/2020 09h15Atualizada em 22/10/2020 09h37

O técnico do Arsenal, Mikel Arteta, disse que "sua mente está leve" depois que ele deixou Mesut Ozil fora da lista de 25 atletas inscritos para competir pelo Campeonato Inglês.

"Todos são livres para expressar seus sentimentos. É apenas uma decisão de futebol e minha consciência está realmente leve", disse o treinador em entrevista a jornalistas.

"Estou triste por ter que deixar três jogadores de fora desta lista, nunca é agradável", disse Arteta. "Devo dizer que tento olhar todos nos olhos e ficar à vontade. Com o Mesut tenho essa sensação, porque eu estava sendo franco desde que cheguei a este clube", continuou.

Possível motivo

Uma possível explicação para o corte do jogador é uma publicação que ele fez em dezembro do ano passado, segundo o jornal inglês Daily Mail. Na ocasião, Ozil disse que muçulmanos sofrem maus-tratos na China.

A afirmação dele fez com que o Arsenal enfrentasse problemas comerciais na China como ter a transmissão de uma partida contra o Manchester City cancelada em uma emissora estatal, segundo o jornal.

Após o comentário nas redes, Ozil também ficou fora da edição chinesa do "Pro Evolution Soccer", um jogo de videogame com temática de futebol.

Os cartolas do clube inglês possuem negócios no país asiático, o que reforçou a crença do jornal de que esse foi o motivo para o corte.

Ozil desabafa

O meio-campista fez um desabafo nas redes sociais após ser cortado da lista de inscritos.

Em um longo texto, o alemão mostrou surpresa ao não estar entre os jogadores aptos a disputar o torneio até, pelo menos, o ano que vem. Desde 2013 no clube, ele afirmou também que promete brigar por uma vaga na equipe.

"Esta é uma mensagem difícil de escrever para os torcedores do Arsenal pelos quais tenho jogado nos últimos anos. Estou muito desapontado com o fato de não ter sido registrado para a temporada da Premier League por enquanto. Ao assinar meu novo contrato em 2018, prometi minha lealdade e fidelidade ao clube que amo, o Arsenal, e me entristece que isso não tenha sido correspondido. Como acabei de descobrir, é difícil conseguir lealdade hoje em dia", iniciou Ozil.

Sempre tentei manter a certeza, semana após semana, de que talvez haveria uma chance de voltar ao time em breve. É por isso que fiquei em silêncio até agora. Antes da pausa do coronavírus, eu estava muito feliz com o desenvolvimento sob o comando do nosso novo técnico Mikel Arteta - estivemos em um caminho positivo e eu diria que minhas atuações foram de muito bom nível. Mas então as coisas mudaram novamente e eu não tinha mais permissão para jogar futebol no Arsenal.

Arsenal