PUBLICIDADE
Topo

Arsenal

Ozil desabafa após ficar fora do Inglês: "Difícil conseguir lealdade"

Alemão, que tem contrato com o clube até junho, não foi escolhido por Arteta para os inscritos do Campeonato Inglês até janeiro -
Alemão, que tem contrato com o clube até junho, não foi escolhido por Arteta para os inscritos do Campeonato Inglês até janeiro

Do UOL, em São Paulo

21/10/2020 08h57

Classificação e Jogos

O meia Mesut Ozil, do Arsenal, se pronunciou por meio do Instagram um dia depois de ficar fora da lista dos inscritos do clube para o Campeonato Inglês.

Em um longo texto, o alemão desabafou e mostrou surpresa ao não estar entre os jogadores aptos a disputar o torneio até, pelo menos, o ano que vem. Desde 2013 no clube, ele afirmou também que promete brigar por uma vaga na equipe.

"Esta é uma mensagem difícil de escrever para os torcedores do Arsenal pelos quais tenho jogado nos últimos anos. Estou muito desapontado com o fato de não ter sido registrado para a temporada da Premier League por enquanto. Ao assinar meu novo contrato em 2018, prometi minha lealdade e fidelidade ao clube que amo, o Arsenal, e me entristece que isso não tenha sido correspondido. Como acabei de descobrir, é difícil conseguir lealdade hoje em dia", iniciou Ozil.

"Sempre tentei manter a certeza, semana após semana, de que talvez haveria uma chance de voltar ao time em breve. É por isso que fiquei em silêncio até agora. Antes da pausa do coronavirus, eu estava muito feliz com o desenvolvimento sob o comando do nosso novo técnico Mikel Arteta - estivemos em um caminho positivo e eu diria que minhas atuações foram de muito bom nível. Mas então as coisas mudaram novamente e eu não tinha mais permissão para jogar futebol no Arsenal."

No fim da mensagem, o meia reforçou que vai brigar para ter mais chances em campo antes do fim de seu contrato, em junho de 2021 - ele pode ser inscrito em uma nova lista que será divulgada em janeiro.

"O que mais eu posso dizer? Ainda sinto Londres como minha casa, ainda tenho muitos bons amigos nesta equipe e ainda sinto uma forte conexão com a torcida deste clube. Não importa o que aconteça, vou continuar lutando pela minha chance e não vou deixar minha 8ª temporada no Arsenal terminar assim", escreveu.

"Posso prometer que esta difícil decisão não mudará nada na minha mentalidade - vou continuar a treinar o melhor que posso e, sempre que possível, usar minha voz contra a desumanidade e pela justiça", finalizou Ozil.

Arsenal