PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos: Rollo avisa pré-candidatos sobre dívida de R$ 52 milhões em reunião

Orlando Rollo se reúne com pré-candidatos à presidência do Santos na Vila Belmiro - Reprodução
Orlando Rollo se reúne com pré-candidatos à presidência do Santos na Vila Belmiro Imagem: Reprodução

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

30/09/2020 21h32

O presidente em exercício Orlando Rollo se reuniu hoje (30), na Vila Belmiro, com o que ele chamou de Comitê de Transição. Estiveram presentes pré-candidatos ou seus representantes para entender a situação financeira vivida pelo Santos hoje. A dívida de curto prazo, segundo levantou o presidente em dois dias de gestão, é de R$ 52 milhões.

O montante é formado pelas dívidas que o Santos possui na Fifa e que precisam ser pagas para obter a liberação para registrar novos jogadores: R$ 26 milhões com o Hamburgo (ALE), R$ 19 milhões com o Huachipato (CHI) e R$ 5 milhões com o Atlético Nacional (COL).

Estiveram presentes na reunião de hoje os pré-candidatos Vagner Lombardi, Fernando Silva, Milton Teixeira, Ricardo Agostinho, Rodrigo Marino (que chegou após lançar oficialmente sua campanha) e Esmeraldo Tarquínio. Andrés Rueda acompanhou o encontro de forma online. Daniel Curi não compareceu, mas justificou ausência.

Além deles, a Mesa do Conselho Deliberativo, membros das comissões fiscais e de inquérito e sindicância também estiveram presentes, assim como dois representantes das duas maiores torcidas organizadas do Peixe. Marcelo Teixeira, presidente do Conselho Deliberativo, acompanhou de maneira online.

Pouco antes da reunião da Comissão de Transição, Rollo se reuniu com os membros de seu Comitê de Gestão e aprovou o novo organograma do Santos, que será enviado ao Conselho Deliberativo.

Outras dívidas

Além daquelas que Rollo chamou, durante a reunião, de dívidas a curto prazo, o Peixe ainda tem outros problemas a resolver a longo prazo. São R$ 41 milhões em dívidas trabalhistas, quase R$ 80 milhões com a Doyen/DIS, além de mais de R$ 32 milhões a serem pagos até 2023 em acordo feitos pelo clube.

Santos