PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Neto pede que Cássio e Fagner não saiam do Corinthians: 'vão odiar o time'

Neto, apresentador do Os Donos da Bola - Reprodução/TV Band
Neto, apresentador do Os Donos da Bola Imagem: Reprodução/TV Band

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/09/2020 14h27

Após as intimidações de torcedores corintianos direcionadas a Cássio e Fagner nos últimos dias, o apresentador Neto pediu aos jogadores que não deixem o Corinthians agora. O ex-jogador argumentou que se eles tomarem essa decisão imediatamente, eles poderiam criar uma relação de ódio com o clube paulista.

"Não saia do Corinthians, Cássio, não saia, Fagner. Não sai agora. Se for sair, sai ano que vem, aí sai por cima. Se vocês saírem agora, vocês vão ficar com ódio do Corinthians, a família vai ter ódio. E a instituição Corinthians não tem a ver com quem está fazendo mal para vocês", declarou o apresentador durante o Os Donos da Bola, hoje.

Neto ainda pediu que a diretoria e os torcedores deem respaldo a Fagner e Cássio, que ele vê como os principais jogadores do elenco atual. O apresentador sugeriu que o presidente Andrés Sanchez relembre a torcida de todos os títulos dos atletas e até mesmo que erga um busto do goleiro.

"O Fagner é o melhor lateral direito da história do Corinthians. Nunca deixou de jogar um jogo como se fosse o último da vida dele. E agora ele tem que dar explicação, sendo que ameaçaram o filho de 10 anos dele no Instagram. Vocês (torcedores) estão brincando de fazer isso com o Cássio, quinze caras em cima dele. Como a torcida pode fazer isso com o Cássio? Vocês, corintianos, sabem o que vocês têm que fazer? Tem que ir lá no CT e pedir perdão para o Cássio e o Fagner. É agora que tem que demonstrar apoio a esses jogadores", complementou Neto.

"Eu me coloco no lugar deles porque eu fui ameaçado e fiquei com medo de falar. E quando você vê o filho ser ameaçado, vocês acham que isto está certo? Adianta ter naming rights, estádio, se não pode dar condições para os jogadores na hora de abraçá-los? Tem que fazer um busto do Cássio. Andrés, chama todos os jogadores para a coletiva e mostra os títulos que eles ganharam. E manda embora quem não está servindo. Fala a verdade. O Cássio e o Fagner não podem ser ameaçados de nada. Ninguém pode", finalizou.

UOL Esporte vê TV