PUBLICIDADE
Topo

Santos

Cuca exalta Marinho 'polivalente' e destaca: 'Tem melhorado o nível'

Do UOL, em São Paulo

12/09/2020 22h42

Classificação e Jogos

Marinho saiu do banco de reservas para garantir o empate do Santos no clássico contra o São Paulo na noite de hoje. Após a partida, o técnico Cuca exaltou a fase "polivalente" do jogador, que chegou a sete gols no Campeonato Brasileiro.

"Um atleta de ponta como ele é, quando ele se intitula com ponta direita, ele tem um preço. Mas quando ele é ponta direita, falso nove e ponta esquerda, tem outro valor. O mercado busca jogadores assim, que sejam polivalentes. Ele tem trabalhado assim. Quarta ele fez gol de centroavante, hoje fez da meia", disse o treinador.

"Ele tem buscado bem as situações, e tem melhorado o nível de entendimento do jogo, não só pelo lado do campo, mas por dentro também. Isso é muito bom para nós e para ele principalmente", completou.

Cuca disse também que não pretendia usar o jogador no clássico deste sábado, visando o compromisso de meio de semana pela Libertadores. No entanto, optou por acioná-lo na metade do segundo tempo porque "o jogo pediu". No momento da entrada do atacante, o Santos perdia por 2 a 1.

"Hoje era um jogo importantíssimo. Terça não é menos importante do que hoje. De repente, até mais importante. Você luta o campeonato inteiro para ir para a Libertadores e você estando nela, líder, tem que jogar com o máximo de força. O Marinho teve um desconforto no adutor. Eu não pretendia usá-lo hoje, mas o jogo pediu e tivemos que colocar", explicou.

Sobre a atuação da equipe nesta noite, o treinador avaliou que o Santos foi melhor no segundo tempo e ressaltou a dificuldade para treinar em meio ao calendário apertado.

"Foram dois tempos distintos, um de cada equipe. No primeiro tempo, o São Paulo foi melhor. A gente sabe que o forte do São Paulo é a saída de bola e nós temos a característica de marcar pressão os adversários. A gente não tá com tempo de treinar, então o treino está sendo de data show. Jogamos quarta até meia-noite e sábado já tem um clássico, então pra marcar na frente precisaria de um tempo maior de treinamento", disse.

"É natural que a gente tenha uma dificuldade maior, como foi no primeiro tempo, mas não abdicamos de jogar", acrescentou.

Com o empate, o Santos chegou a 15 pontos e ocupa a sexta posição no Campeonato Brasileiro. A equipe volta a campo na terça-feira (15), contra o Olímpia, novamente na Vila Belmiro, pela fase de grupos da Libertadores.

Santos