PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Santos e São Paulo empatam em clássico com 'apagão' e falha de Volpi

Do UOL, em São Paulo

12/09/2020 21h14

Classificação e Jogos

Santos e São Paulo ficaram no empate por 2 a 2 em um clássico de intensidade, "apagão" e falhas individuais na noite de hoje na Vila Belmiro. Madson e Marinho marcaram para o time da casa, e Gabriel Sara, duas vezes, anotou os gols dos visitantes. O confronto foi válido pela décima rodada.

Dos dois lados tiveram erros decisivos. Primeiro, Luan Peres deu bobeira na saída de bola e permitiu o primeiro gol do rival. No segundo tempo foi a vez de Volpi, que falhou feio em cobrança de falta de Marinho e cedeu o empate.

O resultado frustra as duas equipes. O São Paulo sobe para a vice-liderança, com 18 pontos, mas desperdiça nova chance de colar no Internacional na ponta da tabela. O Santos, com 15, fica em sexto e segue sem vencer clássicos na temporada.

Agora, os dois times voltam as atenções para compromissos pela Libertadores no meio de semana. O Santos enfrenta o Olimpia-PAR, terça-feira (15), enquanto o São Paulo recebe o River Plate-ARG na quinta.

Marinho salva após 'apagão'

Marinho comemora gol - Divulgação/SFC - Divulgação/SFC
Imagem: Divulgação/SFC
Poupado no início da partida, Marinho saiu do banco para garantir o empate para o Santos. Ele foi acionado na metade da segunda etapa e, depois de um apagão nos refletores que paralisou a partida por 17 minutos, marcou de falta. Ele é o artilheiro da equipe na competição, com sete gols.

Volpi 'decide' em falha na bola parada

Tiago Volpi falhou feio no segundo gol do Santos. Em uma falta de média distância, o goleiro inverteu o lado da barreira e se atrapalhou após a finalização de Marinho. O chute, apesar de forte, foi no centro da meta. Volpi, no entanto, deixou passar.

Quem também falhou foi Luan Peres. De volta ao time titular depois de cumprir suspensão, o lateral teve um início de jogo pouco animador. Ele deu bobeira em uma saída de bola que permitiu que o rival abrisse o placar logo aos sete minutos. Foi também pelo lado esquerdo da defesa santista que o São Paulo conseguiu o segundo gol perto do fim da primeira etapa.

Gabriel Sara desencanta e marca duas vezes

Gabriel Sara comemora gol - FABRÍCIO COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - FABRÍCIO COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: FABRÍCIO COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Aposta de Fernando Diniz nas últimas partidas, Gabriel Sara fez valer neste sábado a confiança depositada pelo técnico. O meia de 21 anos, que até então não havia marcado pelo time principal, desencantou -- e em dose dupla. Ele marcou duas vezes no clássico e foi o grande nome do São Paulo na partida. Foi o sétimo jogo consecutivo do jovem como titular.

São Paulo leva a melhor em começo intenso

A marcação alta proposta pelo time de Fernando Diniz deu resultado logo no começo, aos sete minutos de jogo. Luan Peres deu bobeira, é verdade, mas o São Paulo conseguiu surpreender o rival em saída de bola para abrir o placar com Gabriel Sara.

Com intensidade dos dois lados, o Tricolor teve chances de ampliar, mas viu o Santos também se lançar ao ataque. Aos 29 minutos, veio o empate. Madson subiu mais alto que a defesa são-paulina e marcou de cabeça após cobrança de escanteio. Pouco depois, Sara apareceu de novo e, em boa jogada com Igor Vinícius, colocou os visitantes em vantagem mais uma vez.

Tricolor segue sem perder clássicos...

Apesar do tropeço, o São Paulo manteve a invencibilidade em clássicos na temporada. Já é o quinto confronto diante de um rival sem derrota em 2020 — são duas vitórias e três empates até aqui. Em março, o time de Diniz havia vencido o Santos por 2 a 1 em duelo pelo Campeonato Paulista.

... e o Santos sem ganhar

O Santos, por outro lado, vive realidade completamente oposta. Em 2020, o time da Vila Belmiro não venceu nenhum jogo contra os rivais. Ao todo, já são cinco clássicos sem vitória — três derrotas e dois empates.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 2 SÃO PAULO

Data: 12 de setembro de 2020
Horário: 19h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: Soteldo, Luan Peres (SAN); Igor Vinícius, Hernanes (SAO)
Cartão vermelho: -
Gols: Gabriel Sara, aos sete minutos do primeiro tempo (0-1); Madson, aos 29 minutos do primeiro tempo (1-1); Gabriel Sara, aos 37 minutos do primeiro tempo (1-2); Marinho, aos 45 minutos do segundo tempo (2-2)

SANTOS: João Paulo; Madson, Lucas Veríssimo, Alison e Luan Peres; Diego Pituca, Carlos Sánchez (Marinho) e Arthur Gomes (Wagner Leonardo); Marcos Leonardo (Lucas Lourenço), Soteldo (Jean Mota) e Lucas Braga. Técnico: Cuca

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa, Léo e Reinaldo; Tchê Tchê (Luan), Hernanes (Brenner) e Gabriel Sara, Igor Gomes, Vitor Bueno (Paulinho Bóia) e Luciano. Técnico: Fernando Diniz