PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Messi anuncia que continuará no Barcelona até o fim do contrato

Do UOL, em São Paulo

04/09/2020 13h04Atualizada em 04/09/2020 20h45

O atacante Lionel Messi anunciou hoje que decidiu ficar no Barcelona por mais uma temporada, permanecendo assim até o final de seu contrato, em junho de 2021. Em entrevista ao site Goal, o jogador disse que gostaria de sair, mas que vai permanecer para evitar uma disputa judicial com o clube.

Nunca iria a julgamento contra o Barça, porque é o clube que amo
Lionel Messi

A informação de que Messi ficaria já havia sido antecipada pela TV argentina TyC Sports.

O anúncio de Messi coloca fim a um impasse gerado depois que o argentino oficializou ao Barcelona, na última semana, que pretendia sair de forma unilateral, sem o pagamento da multa rescisória de 700 milhões de euros (cerca de R$ 4,3 bilhões) prevista em contrato.

Representantes do jogador alegam que uma cláusula previa a rescisão unilateral ao fim da temporada 2019/2020 sem a necessidade de compensação financeira. A La Liga, organizadora do Campeonato Espanhol, diz que Messi só pode deixar o clube com o pagamento da multa.

Promessa do presidente do Barça não foi cumprida, diz Messi

Na entrevista de hoje, o argentino afirmou que o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, avisou que ele só sairia se pagasse a multa. No entanto, ainda segundo Messi, o cartola havia prometido a ele durante a temporada deixá-lo sair sem pagar a rescisão.

"Vou continuar no clube porque o presidente me falou que a única forma de sair era pagando a cláusula dos 700 milhões, e isso é impossível", lamentou o jogador, que criticou o presidente.

Falei com o presidente e... bom, o presidente sempre dizia que no final da temporada eu podia decidir se queria ir ou se queria ficar, e no final ele acabou não cumprindo a palavra

Mais cedo, uma nota assinada pelo pai e empresário do jogador, Jorge Messi, reafirmava a posição em relação à multa, indicando a possibilidade de um litígio. Porém, o jogador decidiu pela permanência, com a possibilidade de sair sem impedimentos jurídicos ao fim de seu contrato.

Jorge Messi chegou a Barcelona nesta semana para negociar a saída do jogador de forma amigável. Porém, a diretoria catalã se mostrou irredutível em sua postura de exigir o pagamento da multa.

O Manchester City era apontado como destino mais provável de Messi em caso de rescisão com o Barcelona. Porém, o clube inglês só pretendia negociar com o jogador caso ele fosse liberado pelo clube catalão.

"Atitude não vai mudar"

Na entrevista ao site Goal, Messi ainda disse que a sua atitude em campo não vai mudar, mesmo que sua vontade de mudar de clube permaneça.

Vou continuar no Barcelona e a minha atitude não vai mudar, por mais que queira sair. Eu farei o meu melhor. Sempre quero ganhar, sou competitivo e não gosto de perder nada

Messi ainda afirmou que sua decisão de sair não está relacionada com a goleada de 8 a 2 sofrida para o Bayern de Munique nas quartas de final da Liga dos Campeões.

"[A decisão] não veio por causa do resultado na Champions League contra o Bayern, vinha pensando há muito tempo [em sair]. Eu disse ao clube, especialmente ao presidente, que queria sair. Eu disse a ele o ano todo. Acreditava que era hora de me afastar. Achava que o clube precisava de mais jovens, gente nova e pensei que meu tempo no Barcelona havia acabado", justificou.

Barcelona