PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Messi diz que presidente do Barça 'não cumpriu com palavra' sobre saída

Do UOL, em São Paulo

04/09/2020 13h26Atualizada em 04/09/2020 20h44

Ao anunciar que permanecerá no Barcelona para a próxima temporada e encerrar a novela sobre sua transferência, Lionel Messi criticou o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu.

Na entrevista, concedida ao site Goal, o camisa 10 afirmou que ouviu do mandatário que poderia sair ao final da temporada. Mas que agora, Bartomeu descumpriu a promessa e avisou que Messi só poderá se transferir se pagassem a multa rescisória.

"[A decisão de querer sair] não veio por causa do resultado na Champions League contra o Bayern. A decisão vinha sido pensada há muito tempo. Falei para o presidente e... bom, o presidente sempre dizia que no final da temporada eu podia decidir se queria ir ou se queria ficar. No final, ele não cumpriu com a palavra", disse o argentino.

Messi afirmou que o seu amor pelo clube pesou na decisão de ficar, já que a sua saída, caso se confirmasse, iria parar nos tribunais por conta de uma cláusula de 700 milhões de euros (cerca de R$ 4,3 bilhões).

"Nunca iria a julgamento contra o Barça porque é o clube que amo, que me deu tudo desde que cheguei, é o clube da minha vida, fiz a minha vida aqui", falou.

Barcelona