PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Brasileiro já soma três jogos adiados e mais de 50 jogadores com covid-19

9.agosto.2020 - Funcionário do Maracanã usa máscara e face shield durante partida entre Flamengo e Atlético-MG - Bruna Prado/Getty Images
9.agosto.2020 - Funcionário do Maracanã usa máscara e face shield durante partida entre Flamengo e Atlético-MG Imagem: Bruna Prado/Getty Images

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

12/08/2020 04h00

Em apenas cinco dias, as três principais séries do Campeonato Brasileiro somam ao menos 52 jogadores infectados pelo novo coronavírus e três partidas adiadas pelo risco de um surto ainda maior. Abaixo, o UOL Esporte lista os principais problemas da retomada dos torneios nacionais em meio à pandemia da Covid-19.

Até aqui, dez jogadores do Goiás foram afastados por causa do vírus, outros quatro no Atlético-GO, 18 no CSA e 12 no Imperatriz-MA, além de mais casos espalhados por Botafogo, Corinthians e alguns outros clubes. Tem surto até na Série D, que ainda não começou: o primeiro treino do Fast Club-AM precisou ser adiado porque o treinador e nove jogadores testaram positivo.

O Brasil é o segundo país do mundo com mais casos registrados da Covid-19: são mais de 3,1 milhões, além de 103.099 mortes oficiais, segundo o consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte - só os EUA têm mais diagnósticos e óbitos.

Goiás x São Paulo adiado em campo

Goiás x São Paulo - Heber Gomes/AGIF - Heber Gomes/AGIF
Imagem: Heber Gomes/AGIF

O jogo do último domingo (9) foi adiado porque dez jogadores do Goiás testaram positivo, mas a suspensão foi uma novela. A contraprova dos exames saiu horas antes da partida, e a decisão de suspendê-la demorou tanto, que os jogadores do São Paulo só foram informados de que não haveria jogo depois de subirem a campo na Serrinha.

CSA tem 18 atletas infectados

Em questão de dias, o CSA saiu de nove para 18 atletas infectados pelo coronavírus, o equivalente a 59% de todo o elenco. A CBF se negou a suspender a estreia da equipe na Série B, contra o Guarani, mas diante da escalada do problema, resolveu cancelar a viagem da equipe a Santa Catarina, onde iria enfrentar a Chapecoense hoje (12). O jogo ainda não foi remarcado.

Imperatriz-MA tem 12 casos no elenco

A partida contra o Treze-PB, pela Série C, precisou ser adiada após 12 jogadores do Imperatriz-MA testarem positivo para o coronavírus. A suspensão ocorreu cerca de uma hora antes do horário de início, e a delegação do Treze já estava no Estádio Amigão. O time visitante chegou a se deslocar até a cidade de Campina Grande, mas não foi até o local do jogo. O Imperatriz já fez o pedido de adiamento também do confronto com o Jacuipense-BA, originalmente marcado para sábado (15), mas a CBF ainda não respondeu.

Corinthians e Atlético-GO têm desfalques na estreia

Ontem (11), o Corinthians perdeu Gil e Leo Natel para a visita ao Atlético-MG, enquanto quatro atletas do Atlético-GO testaram positivo para o vírus Sars-CoV-2. O caso da equipe goiana foi uma surpresa para o próprio médico do clube, que só soube dos resultados após um dirigente da CBF anunciá-los ao vivo na televisão. Curiosamente, os dois times se enfrentariam no último final de semana, mas o jogo foi adiado por causa da final do Paulistão.

Técnico e nove jogadores contaminados no Fast Club

O Fast Club-AM planejava voltar aos treinos na última segunda-feira (10), mas a atividade acabou cancelada após o técnico Ricardo Lecheva e nove jogadores testarem positivo para o coronavírus. Boa parte dos infectados divide uma casa com outros jogadores, o que pode ter potencializado a transmissão. Neste ano, a equipe joga a Série D e tem estreia marcada para 19 de setembro.

Outros casos

Mais casos de Covid-19 se espalham pelos elencos de outros clubes: Cícero e Pedro Raul irão perder a estreia do Botafogo no Brasileirão; o Vila Nova teve dois jogadores afastados recentemente; um goleiro do São Bento, Lucas Macanhan, foi desfalque na Série C; e um zagueiro do Brusque, Ianson, também ficou em isolamento.