PUBLICIDADE
Topo

Internacional

MP-RS denuncia ex-dirigente do Inter e ex-atacante Christian em operação

Christian foi centroavante de Inter, Grêmio, PSG e Corinthians.  - Divulgação/Internacional
Christian foi centroavante de Inter, Grêmio, PSG e Corinthians. Imagem: Divulgação/Internacional

Do UOL, em Porto Alegre

06/08/2020 16h00

O Ministério Público do Rio Grande do Sul ofereceu denúncia, hoje, contra o ex-vice jurídico do Internacional, Marcelo Castro. Ele é acusado de estelionato, lavagem de dinheiro e por embaraçar investigação relacionada a organização criminosa no biênio 2015/2016. Outras seis pessoas foram denunciadas, entre eles o ex-centroavante Christian.

Com passagens por Inter, Grêmio, Corinthians, PSG e convocações para seleção brasileira, Christian atualmente trabalha em uma empresa que é parceira da Chapecoense. Completam a denúncia Leonardo Laporta Costa, advogado do atleta Danny Bittencourt Morais, Henrique Gershenson, administrador de empresas, Georgio Chies, gerente de empresas, e as advogadas Sinara Farias Lorenz e Kelly Cristina Rodrigues Fonseca.

Em nota, o MP-RS explicou cada caso pelos quais os denunciados responderão. As denúncias fazem parte da sequência da 'Operação Rebote'.

Segundo a entidade, Marcelo Castro responderá por ter induzido o clube a erro e recebido valores com isso.

"Os denunciados combinaram e colocaram no acordo firmado pelo Internacional com Danny Morais uma cláusula fraudulenta, no montante de R$ 138.750,00, supostamente a ser paga ao jogador, mas destinada a um intermediário, induzindo o clube em erro a fim de propiciar que a referida quantia fosse, em um momento posterior, repassada, por meio de terceiro, a empresas administradas pelo próprio Castro", diz trecho da manifestação do MP.

Danny Morais atualmente defende o Santa Cruz. Sua ligação com o Inter acabou em 2013.

Segundo o MP, houve ação similar com o advogado induzindo o clube a erro em ação trabalhista movida por Christian em 2015. O valor total desviado pela conduta, considerando ainda um terceiro caso, ultrapassa os R$ 150 mil.

Internacional