PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Rizek defende Luan no Corinthians e diz: 'Temos que esquecer o Grêmio'

André Rizek defende Luan, meia do Corinthians, no Seleção SporTV - Reprodução/SporTV
André Rizek defende Luan, meia do Corinthians, no Seleção SporTV Imagem: Reprodução/SporTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/08/2020 16h14

Classificação e Jogos

Apresentador do "Seleção SporTV", André Rizek aproveitou o programa de hoje para defender Luan, meia-atacante do Corinthians. Alvo de críticas desde a sua chegada ao Alvinegro, o jogador, segundo o jornalista, é o único do elenco capaz de fazer um "lance de categoria".

Rizek ainda pediu o fim das comparações com a boa passagem de Luan pelo Grêmio, onde foi campeão da Libertadores (2017) e eleito Rei da América. Para o apresentador, deve-se avaliar o meia de 2020.

"Ele é o único jogador do Corinthians que consegue bater um escanteio na cabeça do Jô. Ontem, teve uma bola na trave num escanteio que ele bateu. Ele consegue um lance ou outro de categoria. Está jogando muito abaixo do Luan do Grêmio, e eu defendo que a gente tem que esquecer o Luan do Grêmio e pensar no de 2020. Esse Luan de 2020 ainda consegue fazer um lance ou outro de categoria como nenhum outro jogador do time consegue neste momento. Então, acho que o cruel com o Luan é que a gente o compara com o de 2017. Olhando o rendimento dele de hoje, não o vejo fora deste time", opinou Rizek.

Presente no programa, Paulo Vinicius Coelho recordou o valor pago pelo Corinthians para contar com o jogador e rebateu o colega. O Alvinegro pagou ao Grêmio R$ 20 milhões por 50% dos direitos econômicos de Luan, além do "perdão" da dívida ao clube gaúcho pela compra do lateral-esquerdo Juninho Capixaba.

"Então vamos comparar com o Luan de 19. Esquece o Luan de 17! Vamos falar do Luan de 19. André Rizek, você paga R$ 22 milhões pelo Luan de 19?", questionou PVC.

"Acho que era o único jogador que cabia no bolso do Corinthians com alguma possibilidade de você ter um jogador diferente no time", respondeu Rizek.

"O Éderson cabia no bolso do Corinthians e é mais decisivo", observou PVC.

"Até agora, né? São valências diferentes. São posições bem diferentes", seguiu o apresentador.

UOL Esporte vê TV