PUBLICIDADE
Topo

Flamengo esbarra em tempo de contrato em conversas com candidatos europeus

Marcos Braz, vice futebol, e Bruno Spindel, diretor executivo, celebram título da Libertadores. Dupla segue na Europa - Alexandre Vidal / Flamengo
Marcos Braz, vice futebol, e Bruno Spindel, diretor executivo, celebram título da Libertadores. Dupla segue na Europa Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo

Leo Burlá e Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/07/2020 04h00

Em pleno tour europeu para buscar um substituto para Jorge Jesus, o Flamengo mapeia as alternativas, esbarra na concorrência do Velho Cotinente e tem no tempo de contrato um outro entrave para o acerto.

Desde semana passada na Europa, o diretor Bruno Spindel e o vice de futebol Marcos Braz mantêm uma agenda intensa por Portugal e Espanha e, além de ainda não haver um nome de consenso, encaram as divergências no tempo de contrato como um inimigo.

Nas conversas preliminares que teve, a cúpula rubro-negra escuta dos concorrentes que um contrato de menor duração (de um ano) seria um melhor caminho, mas o Fla espera conseguir acertar um vínculo de maior tempo para evitar que um novo drama se repita no meio de 2021. Não houve ainda uma oferta formal e o Fla faz uma espécie de "processo seletivo".

Antigo dono do cargo, Jorge Jesus tinha compromisso até a metade do ano que vem, mas o caso era considerado excepcional. O Rubro-Negro tentou um trato até dezembro de 2021, mas esbarrou na recusa do português. Ante o trabalho consolidado e a importância de Jesus, o Fla recuou e topou.

Com a ida do profissional para o Benfica, o Flamengo voltou à estaca zero e espera conseguir corrigir a rota nesta nova negociação. O sonho é conseguir um treinador que assine até dezembro do ano que vem, quando se encerra a gestão do presidente Rodolfo Landim.

Braz e Spindel já conversaram com Domènec Torrent, Fernando Hierro e Carlos Carvalhal. Este último já indicou que não tem interesse. Ainda há expectativa de uma rodada com Leonardo Jardim, um dos primeiros favoritos para o cargo. A ideia é resolver a questão até o fim desta semana, mas não há nada que indique um desfecho nas próximas horas.

Epidemia de coronavírus atrapalha busca

A situação do Brasil em relação à pandemia do coronavírus atrapalha bastante a contratação de um técnico estrangeiros. O país teve uma das piores atuações no combate ao vírus e soma mais de 80 mil mortos, atrás apenas dos Estados Unidos. Ainda há uma média de mais de mil mortes por dia.

Neste cenário, há um impacto pessoal e esportivo para possíveis alvos. Pessoalmente, o técnico tem que se convencer de que há um cenário seguro para ele e sua família no Rio de Janeiro.

Esportivamente, o calendário está definido com Campeonato Brasileiro e Libertadores, mas com inseguranças, já que há possibilidades de problemas na fronteira para a competição continental. Além disso, o Mundial de Clubes, que era fator importante para projeção à Europa, não tem nem data marcada.

Flamengo