PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Diniz critica postura do São Paulo em derrota para o Red Bull Bragantino

Do UOL, em São Paulo

23/07/2020 22h57Atualizada em 24/07/2020 00h13

Fernando Diniz não ficou satisfeito com o desempenho do São Paulo na retomada do Campeonato Paulista. Após quatro meses sem entrar em campo por causa da pandemia do novo coronavírus, o Tricolor foi derrotado pelo Red Bull Bragantino por 3 a 2 nesta quinta-feira à noite, no Morumbi.

"Na realidade a gente falhou mais do que deveria na parte defensiva, mas no coletivo. Não digo de ninguém especificamente. Mesmo com a parada, é claro que iríamos sentir um pouco, mas poderíamos ter jogado um pouco melhor", disse Fernando Diniz.

Apesar do resultado negativo, o São Paulo já está classificado para as quartas de final do estadual. A equipe volta a entrar em campo no domingo, em Santos, contra o Guarani. A partida será realizada na Vila Belmiro porque Campinas ainda não está liberada para receber jogos.

O Tricolor não vai contar com Tchê Tchê e Daniel Alves. A dupla recebeu o terceiro cartão amarelo no duelo desta quinta-feira e vai cumprir suspensão automática.

Confira a entrevista do treinador após a derrota:

Análise do jogo

Claramente, o time sentiu a falta de ritmo. Da maneira que a gente parou e como retornou. Fazendo avaliação geral, a gente poderia ter produzido mais do que apresentamos no jogo.

Cinco alterações

É um desafio, porque por causa do tempo parado acabou sendo uma necessidade. Eu não gosto muito de fazer muitas mudanças. Eu gosto de mexer para melhorar. A gente mexeu para poder melhorar, não é porque a gente teve cinco substituições e para mexer de maneira protocolar. Às vezes, eu não uso nem as três que tenho direito quando estava na condição normal. Fiz as mudanças de fato com a intenção de tentar melhorar a equipe e, quem sabe, virar.

Defesa

Não é uma coisa para preocupar. Ao mesmo tempo, foram as três bolas que chegaram ao gol. As três bolas que chutaram, sendo que foram dois gols de fora da área. Não dá para falar que o sistema defensivo jogou mal nesse sentido. A equipe poderia ter jogado melhor. Não foi que a gente foi envolvido. O único passe que entrou na linha de defesa, de fato, foi o do segundo gol, que foi um erro coletivo. Porque a linha de quatro ficou muito aberta, e depois teve uma jogada individual do jogador do Red Bull, que acertou um belo chute. Mas não foi que o sistema defensivo foi mal, e ofereceu muitas chances para o Red Bull. Na realidade, o Volpi hoje não fez nenhuma defesa. Eles tiveram muita felicidade nos arremates e conseguiram fazer os três gols.

Time misto contra o Guarani?

Essa é uma possibilidade (poupar titulares). A gente ainda não tem nada definido ainda. A gente já estava pensando nisso, mas vamos ver como que os jogadores vão chegar para serem reavaliados fisicamente. Temos até domingo para poder decidir isso.

Ajudar o Corinthians ao vencer o Guarani?

Acho que o São Paulo não tem de pensar no Corinthians. Tem de pensar no São Paulo. A gente tem que vencer o maior número de jogos possíveis e pensar na conquista do campeonato. A gente não tem que ficar pensando em outra equipe a não ser o São Paulo.

Pablo x Antony

São características completamente diferentes. O Pablo é um jogador de área, de último toque. Hoje fez um bonito gol de fora da área e um muito da característica dele, de cabeça, dentro da área. Então, são jogadores que não se assemelham em praticamente nada. O Antony é um jogador de muito drible, agilidade e velocidade, tem o um contra um fantástico. O Pablo é um jogador mais interno, que contribui muito também na fase defensiva. Jogador alto, acostumado a fazer gols e foi premiado hoje em fazer dois gols, pelo esforço que sempre tem, pela pessoa que é, porque é uma pessoa que se dedica para ajudar o clube em todos os sentidos.

São Paulo