PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Jorge Jesus indicou Gilberto a Fla e Benfica; lateral não recebeu propostas

Gilberto fez gol sobre o Flamengo na final da Taça Rio e atraiu interesse do técnico Jorge Jesus - Thiago Ribeiro/AGIF
Gilberto fez gol sobre o Flamengo na final da Taça Rio e atraiu interesse do técnico Jorge Jesus Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

22/07/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Fluminense ficou com o vice no Campeonato Carioca, mas muitos jogadores saíram valorizados dos embates com o Flamengo pela final da Taça Rio e do Estadual. O lateral direito Gilberto, por exemplo, atraiu a atenção do técnico Jorge Jesus, que deixou o rival. O português o indicou ao Rubro-Negro e também pediu o jogador no novo clube, o Benfica.

De acordo com o Tricolor, entretanto, nenhuma proposta foi feita pelo lateral, que já recebeu sondagens de outras equipes do futebol brasileiro e da Europa em outros momentos.

Após a derrota que selou o título do Rubro-Negro, Jesus procurou Gilberto para saber se estava tudo bem fisicamente com ele, que deixou a decisão com dores musculares.

Antes, até durante os jogos, em conversas à beira do campo, ofereceu um salário maior por uma vaga no elenco do Fla. Tudo, claro, apenas em palavras. O Fla, apesar do desejo antigo de Jesus, nem sequer tentou uma negociação.

Ainda que qualquer proposta do Flamengo chegasse ao Fluminense, o clube não o liberaria ao rival, como procedeu no caso envolvendo o atacante Pedro.

O lateral direito também foi indicado pelo treinador ao Benfica. Os moldes, nesse caso, seriam outros. Mas o gigante do país também não procurou nem o Flu nem o estafe do atleta até o momento, apesar de boatos em Portugal e no Brasil.

Por outro lado, seria difícil segurar o atleta em caso de propostas oficiais da Europa. Aos 27 anos, Gilberto já teve passagem pelo futebol italiano, onde não se firmou, e está feliz no Rio de Janeiro, sua cidade natal.

Para o Tricolor, que precisará negociar jogadores para fechar o ano — comprometido por conta da pandemia de coronavírus —, uma venda não seria ruim, apesar da dificuldade de reposição e do carinho do lateral pelo clube que atua desde 2018. Mas, até agora, nenhuma das procuras virou papel com números oficiais.

Fluminense