PUBLICIDADE
Topo

Federação muda local de jogo do Catarinense; time discorda e pede adiamento

Jogadores do Tubarão em treinamento; clube não gostou da ideia da federação de mudar local de jogo - Reprodução/Facebook
Jogadores do Tubarão em treinamento; clube não gostou da ideia da federação de mudar local de jogo Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

13/07/2020 12h24Atualizada em 13/07/2020 13h40

Em meio ao adiamento das partidas de times que estão nas quartas de final do Campeonato Catarinense, a federação local mudou de cidade o jogo entre Tubarão e Concórdia, único jogo que não foi remarcado.

A primeira partida do duelo, válido pela luta contra o rebaixamento, seria realizada na cidade de Tubarão, mas um decreto municipal proibiu jogos de futebol na cidade.

A federação, ao saber disto, procurou a prefeitura de Criciúma, que liberou o estádio Heriberto Hulse para receber o confronto. A partida está marcada para acontecer amanhã, às 15h.

O Campeonato Catarinense havia sido retomado, mas foi novamente suspenso após a confirmação de casos positivos para o novo coronavírus entre jogadores da Chapecoense.

Tubarão pede adiamento

Em nota publicada na noite de ontem, a diretoria do Tubarão afirmou que "a simples alteração de local não aumenta a segurança aos profissionais envolvidos" e que é contrária à decisão da federação.

Assinada por membros da diretoria, pelo técnico e por um jogador, a nota diz que o pedido é baseado "apenas na saúde dos que participam diretamente do evento, jogadores, comissão técnica, funcionários e imprensa."

Leia a nota:

O Clube Atlético Tubarão, em nome de seus atletas, comissão técnica, funcionários e diretoria, manifesta-se contrário à decisão da Federação Catarinense de Futebol de somente alterar o local do jogo entre Tubarão e Concórdia, marcado inicialmente para o estádio Domingos Silveira Gonzalez, para o estádio Heriberto Hülse, em Criciúma, em virtude do novo decreto da Prefeitura de Tubarão de vetar a realização de partidas de futebol até o dia 16 de julho.

Se o protocolo adotado pela FCF será revisto, como afirmou o presidente Rubens Angelotti em entrevista recente, o CA Tubarão alerta para a possibilidade de falta de segurança para a realização do confronto desta terça-feira.

Com o atual protocolo, reiteramos, em revisão, três dos quatros jogos realizados nas quartas de final do Campeonato Catarinense contaram com a presença de profissionais contaminados pelo covid-19.

O CA Tubarão defende que a melhor medida, visando a segurança de todos os envolvidos, seja o adiamento da partida até que haja um cenário mais confiável. A simples alteração de local não aumenta a segurança aos profissionais envolvidos.

Embora haja um desequilíbrio técnico, a solicitação do Clube é baseada apenas na saúde dos que participam diretamente do evento, jogadores, comissão técnica, funcionários e imprensa.

Futebol