PUBLICIDADE
Topo

Testes positivos de Covid-19 não mudam pedido do Inter por volta do futebol

Inter não divulgou nome dos jogadores que testaram positivo para o novo coronavírus - Ricardo Duarte/SC Internacional
Inter não divulgou nome dos jogadores que testaram positivo para o novo coronavírus Imagem: Ricardo Duarte/SC Internacional

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

01/07/2020 04h00

O Internacional não mudou a posição em relação à volta do futebol, mesmo após quatro jogadores do grupo principal testarem positivo para o novo coronavírus. De acordo com o clube, a identificação dos casos confirma que o protocolo sanitário é eficaz e permite projetar a retomada do Campeonato Gaúcho com segurança.

A diretoria colorada tenta, há pelo menos três semanas, autorização para treinar com bola e tem aumentado pressão para volta do Gauchão.

A teoria é baseada na leitura de que os testes foram realizados em indivíduos assintomáticos, ou seja, sem traço da doença. O que não ocorre fora do futebol.

"Todo o trabalho tem funcionado muito bem. Não é com casos positivos que vamos retirar nossa solicitação para avançar em processo de treinamento. Continuaremos solicitando a possibilidade de fazer treinos coletivos, pois o protocolo está mostrando que ele é efetivo", disse Luis Crescente, coordenador de saúde do Internacional.

O primeiro caso de novo coronavírus do Inter, no entanto, foi identificado após um jogador apresentar sintomas e ser submetido ao exame PCR. Foi a primeira vez que o elenco inteiro encarou bateria de testes com o método considerado mais preciso para Covid-19. A partir disso, outros três casos foram registrados.

"Os clubes estão prestando serviço à sociedade. Testar assintomáticos não é protocolo de nenhum lugar", declarou Rodrigo Caetano, diretor executivo do Internacional. "Comprova que tudo que estamos fazendo está correto. O protocolo ajuda a prevenção e identificação do vírus. É uma nota etapa do protocolo montado lá atrás. Num universo de 80 pessoas, mais um menos, quatro delas e na quarta bateria de exames foram diagnosticadas. No nosso entendimento, temos segurança sanitária exigida para voltar", completou.

Há duas semanas, o Internacional recebeu visita do secretário de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul e depois teve encontro com a Prefeitura de Porto Alegre. A razão para as conversas era a mesma: pedir autorização para treinos com bola e contato e pressionar pela retomada do Campeonato Gaúcho. Não surtiu efeito.

Futebol