PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Sem Jesus, Benfica pensa em Sampaoli; Atlético-MG confia em permanência

Jorge Sampaoli, treinador do Atlético-MG, estaria na mira do Benfica no mercado da bola - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Jorge Sampaoli, treinador do Atlético-MG, estaria na mira do Benfica no mercado da bola Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

29/06/2020 04h00

O Benfica colocou Jorge Sampaoli na lista de possibilidades para assumir o cargo de técnico, de acordo com o jornal Record, de Portugal. O argentino não é tido como prioridade no Estádio da Luz, mas está em uma lista com vários nomes para a função — o clube português sondou Jorge Jesus, do Flamengo, que optou por ficar no Brasil. O Atlético-MG observa a movimentação dos lusitanos e segue confiante em relação à permanência do técnico.

Um dos motivos é a existência de uma multa rescisória bilateral. Hoje, há uma cláusula que exige o pagamento de um valor pela quebra do contrato, que se encerra em dezembro de 2021. O montante é mensurado em números de salários do técnico, mas é tratado com sigilo pelas partes.

A elevada remuneração recebida pela comissão técnica de Sampaoli é outro aspecto que mantém o Galo confiante. O argentino e seus assistentes, o que inclui seis nomes ao todo, recebem cerca de R$ 1 milhão por mês. O valor é considerado elevado para os padrões brasileiros e até portugueses, mas os mineiros contam com o aporte dos empresários Rubens Menin, Rafael Menin e Ricardo Guimarães nesta operação.

Nas negociações, uma das exigências de Sampaoli foi atrelar o contrato ao dólar, o que inclui pagamento de salários, luvas, direitos de imagem, bônus e até multa rescisória. O valor foi congelado devido à oscilação recente da moeda, conforme revelado pelo UOL Esporte. Ficou definido que o câmbio é a média da variação dos últimos dois anos. O número exato não foi revelado à reportagem.

Por fim, a diretoria do Atlético confia também em seu papel no mercado da bola. Alexandre Mattos, executivo de futebol, tem atendido a todos os pedidos do treinador com autorização do presidente Sérgio Sette Câmara. O dirigente acertou seis contratações solicitadas pelo argentino: os zagueiros Bueno e Júnior Alonso, os volantes Alan Franco e Léo Sena e os atacantes Marrony e Keno.

Atlético-MG