PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG tenta rescisão com Di Santo, mas dívida de seis meses atrapalha

Franco Di Santo, atacante do Atlético-MG, negocia rescisão para deixar o clube no mercado da bola - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Franco Di Santo, atacante do Atlético-MG, negocia rescisão para deixar o clube no mercado da bola Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

28/06/2020 04h00

O Atlético-MG segue negociando a rescisão contratual de Franco Di Santo. Gustavo Goñi, representante do centroavante, é quem cuida das tratativas com o diretor de futebol Alexandre Mattos. O procurador do atleta de 31 anos respondeu ao UOL Esporte na tarde de ontem (27) e informou que as conversas seguem sem um desfecho próximo.

O argentino tem contrato com o clube até 31 de dezembro de 2020, mas a permanência foi descartada com a chegada do técnico argentino Jorge Sampaoli.

Uma das discussões com o atleta é a dívida atual. O clube tem um débito de seis meses de direitos de imagem com o atacante, além de pendências de quatro meses na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). Mesmo com o vínculo em vigor, o argentino não recebe com os demais colegas de elenco. Os procuradores de Franco Di Santo buscam um acordo a fim de receber pela rescisão e também por causa dos atrasos salariais anteriores. A situação é semelhante à de Ricardo Oliveira, recentemente relatada pelo UOL Esporte.

Atlético-MG