PUBLICIDADE
Topo

Arthur espera 'oferta irrecusável' para fechar com a Juventus, diz jornal

Arthur está perto de ser contratado pela Juventus em negociação com o Barcelona - Oscar Del Pozo/AFP
Arthur está perto de ser contratado pela Juventus em negociação com o Barcelona Imagem: Oscar Del Pozo/AFP

Do UOL, em Porto Alegre

24/06/2020 15h43

Arthur aguarda uma 'oferta irrecusável' para completar a negociação entre Barcelona e Juventus por sua transferência. Os clubes já se acertaram e todo negócio depende do 'sim' do brasileiro, segundo o jornal Mundo Deportivo.

Anteriormente, o meio-campista de 23 anos tinha rejeitado a mudança para Itália e, inclusive, informado as direções de Barça e Juve que seguiria atuando no Camp Nou.

No entanto, o cenário parece ter mudado. Ontem, a Sky Sports informou que o Barcelona aceitou uma oferta de 80 milhões de euros (R$ 478,1 milhões na cotação atual) da Juventus por ele, mas o molde pode não ser apenas financeiro.

O pagamento pode ser completo com a transferência de Pjanic no caminho contrário. O meia bósnio de 30 anos já aceitou oferta do Barça e depende do avanço nas conversas para completar negociação. Com a 'moeda de troca' será subtraído 20 milhões de euros do valor total. Ou seja, o Barça pode receber 60 milhões de euros (R$ 358,6 milhões na cotação atual).

No Brasil, o Grêmio torce para o desfecho do acordo, de olho em receber parte do valor investido.

De acordo com a publicação, Arthur pediu um tempo para conversar com seus familiares sobre a possibilidade de trocar o time de Messi pelo de Cristiano Ronaldo. O jogador espera ser seduzido por questões financeiras e técnicas para concordar com a mudança.

O técnico Quique Setién defendeu o brasileiro e disse que conversará com ele sobre isso. Segundo o treinador, a possibilidade de transferência pode atrapalhar o foco em campo, necessário na reta final do Campeonato Espanhol e da Liga dos Campeões.

Segundo o Mundo Deportivo, a Juventus ofereceu sete milhões de euros (R$ 41,8 milhões na cotação atual) por temporada como salário ao brasileiro. Dependendo do aproveitamento pelo técnico Maurizio Sarri, o valor ainda poderá crescer em mais um milhão de euros.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que constava nesta nota, o Barcelona receberá 60 milhões de euros, e não pagará. A informação foi corrigida.

Barcelona