PUBLICIDADE
Topo

Oposição do Palmeiras pede transparência, e clube promete conversa

Seraphim del Grande (à direita) promete respostas depois do fim do isolamento social - Fábio Menotti/Ag. Palmeiras/Divulgação
Seraphim del Grande (à direita) promete respostas depois do fim do isolamento social Imagem: Fábio Menotti/Ag. Palmeiras/Divulgação

Diego Salgado e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

04/06/2020 15h54

Um grupo de conselheiros do Palmeiras fez uma nova cobrança ao presidente do Conselho Deliberativo do clube, Seraphim Del Grande. A ala pede transparência em relação ao balanço financeiro de 2019.

No último dia 18, esses mesmos conselheiros protocolaram uma carta a Del Grande e pediram respostas em até 15 dias. Os questionamentos dizem respeito a dúvidas do balanço divulgado no fim de abril.

Segundo os conselheiros, "para mais de 10% dos membros, as informações apresentadas foram insuficientes para analisar as condições financeiras do clube".

"É papel do Conselho e do conselheiro fiscalizar as finanças do clube. Para exercer esse papel, entretanto, é preciso ter acesso a todas as informações e é importante ter a oportunidade de fazer questionamentos e, obviamente, ter esses questionamentos respondidos formalmente. O clube não garante isso ao conselheiro hoje em dia", disse Luiz Fernando Moncau, um dos conselheiros que apresentou o requerimento.

A reportagem do UOL Esporte procurou o presidente do Conselho Deliberativo. Por meio de sua assessoria, Del Grande disse que as respostas serão dadas numa reunião presencial, depois do fim do isolamento social em curso por causa da pandemia do novo coronavírus.

"Essas respostas serão dadas no fórum adequado para esse tipo de discussão, que é a reunião do Conselho Deliberativo. Mas isso não pode ser feito agora por causa da pandemia. Assim que tiver a primeira reunião, os questionamento serão respondidos, como sempre é feito no Palmeiras", disse.

Palmeiras