PUBLICIDADE
Topo

CBF anuncia ajuda de R$ 19 mi a clubes das Séries C, D e futebol feminino

Pedro Ivo Almeida/UOL
Imagem: Pedro Ivo Almeida/UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

06/04/2020 17h27

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou na tarde de hoje (06) uma ajuda financeira aos times da Série C, D e do campeonato A-1 e A-2 do Brasileirão feminino, em virtude da paralisação das competições por conta da pandemia de coronavírus. O valor recebido por cada equipe será equivalente a duas vezes a folha salarial média dos atletas, segundo dados reunidos do sistema de registros de contratos da entidade. Ao todo, 140 clubes receberão o benefício.

No total, a CBF vai repassar R$ 19.120.000,00 (dezenove milhões, cento e vinte mil reais), divididos entre as equipes e as federações estaduais, que, individualmente, vão receber R$ 120 mil cada de auxílio. Os pagamentos vão ocorrer a partir desta terça-feira (07).

"Vivemos um momento inédito, de crise mundial, cuja extensão e consequências ainda não podem ser calculadas. É necessário, portanto, agir com critério e responsabilidade. O nosso objetivo, com essas novas medidas, é fornecer um auxílio direto imediato", declarou Rogério Caboclo, presidente da CBF.

"Além disso, temos que seguir trabalhando para assegurar a retomada do futebol brasileiro no menor prazo possível, quando as atividades puderem ser normalizadas", acrescentou o dirigente.

Cada um dos 68 times da Série D receberá R$ 120 mil, totalizando R$ 8.160.000,00 (oito milhões, cento e sessenta mil reais). Os 20 clubes da Série C terão auxílio de R$ 200 mil cada — R$ 4 milhões no total.

Os 16 times da Série A-1 do Brasileirão feminino também vão receber cada um R$ 120 mil, somando R$ 1.920.000,00. Já os 36 times da Série A-2 dividirão R$ 1,8 milhão — R$ 50 mil para cada.

As doações serão complementadas por mais R$ 3.240.000,00 milhões entre as 26 federações estaduais, mais a entidade do Distrito Federal.

"Vamos manter os investimentos para permitir a realização das competições previstas para 2020. O nosso maior compromisso para preservar clubes e empregos é fazer a indústria do futebol voltar a funcionar quando a retomada for possível", discursou Caboclo, em anúncio publicado no site oficial da CBF.

Com doações e isenções a clubes e federações, a CBF atinge a casa dos R$ 36 milhões nas ações para este período de pandemia, em que o futebol brasileiro se encontra parado.

Futebol