PUBLICIDADE
Topo

'Não tem lugar para jogar no Flamengo', diz Mauro Naves sobre Cavani

Edinson Cavani comemora gol do Uruguai sobre a Argentina em amistoso em Tel Aviv (Israel) - Emmanuel Dunand/AFP
Edinson Cavani comemora gol do Uruguai sobre a Argentina em amistoso em Tel Aviv (Israel) Imagem: Emmanuel Dunand/AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/04/2020 21h20

A declaração do irmão de Cavani, Fernando Guglielmone, sobre o interesse de Boca Juniors, Internacional, Flamengo e Palmeiras no atacante do PSG repercutiu nos programas de debate dos canais Fox Sports. O comentarista Mauro Naves afirmou que não haveria espaço para o uruguaio no atual campeão brasileiro.

"Não entendi se o nome dele é Cavani ou se o nome do irmão dele é 'Cavando'. Para mim, o irmão dele está cavando um lugar aqui no Brasil. O Flamengo já pode ter pensado nele antes de renovar com o Gabigol, trazer o Pedro. Primeiro, não tem lugar para ele jogar. Não mesmo. Segundo, que o Flamengo teria que pagar 10 milhões de euros pra alguém ficar no banco. O Flamengo deve se preocupar em arrumar dinheiro para o Jorge Jesus, que é muito mais importante. Imagino que vai ser difícil o Cavani jogar aqui por conta desse salário tão alto", declarou durante o Expediente Futebol de hoje (2).

Quem também participou do programa foi Leandro Quesada. O comentarista fez coro a Mauro Naves, dizendo que Cavani provavelmente seria reserva do time do Flamengo. Quesada, porém, destacou que o atacante uruguaio se encaixaria tanto em Palmeiras como em Internacional.

"Acho que o Cavani está meio desconectado do PSG. E tem uma temporada com poucos gols na Europa. São sete gols. É pouco para ele. Os números são muito baixos. E estamos falando de alguém para fazer gols. No Flamengo, com todo respeito ao Cavani, ele agregaria, mas não é necessário, não. Agora, para o Palmeiras, ele se encaixaria bem. No Internacional, também. Ele turbinaria esses dois elencos", declarou.

Continuando a discussão, mas em outra atração, o Debate Final, Felipe Facincanni discordou. Na opinião do jornalista, Cavani não só jogaria em qualquer time da América do Sul, como em quase todos os times do mundo. Facincanni, no entanto, admitiu que o Flamengo talvez tivesse que mudar seu estilo de jogo para encaixar o craque uruguaio.

"Cavani cabe em qualquer clube, não só na América do Sul. Hoje, em termos de espaço, caberia no Atlético de Madri, por exemplo. Caberia em qualquer clube italiano. Com a ausência do Suárez, poderia jogar no Barcelona. Joga em qualquer lugar. O problema é que em algumas equipes do futebol brasileiro, como é o caso do Flamengo, precisaria de uma 'engenharia tática' para saber onde ele jogaria e no lugar de quem", disse.

UOL Esporte vê TV