PUBLICIDADE
Topo

Egídio: 'Não tenho mágoa com o Cruzeiro. Foram muitos momentos de glória'

Egídio em partida do Cruzeiro contra o River Plate pela Copa Libertadores - REUTERS/Ueslei Marcelino
Egídio em partida do Cruzeiro contra o River Plate pela Copa Libertadores Imagem: REUTERS/Ueslei Marcelino

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/03/2020 18h36

Lateral-esquerdo do Fluminense, Egídio afirmou não ter mágoas em relação ao seu último clube, o Cruzeiro, com o qual foi rebaixado na última temporada. O jogador afirmou que entende as críticas que sofreu da torcida no fim de sua passagem pelo time mineiro, mas que sempre se lembrará dos momentos de glória com a camisa do time celeste.

"É lógico que eu não tenho mágoa com o Cruzeiro. Lá, eu ganhei seis títulos em quatro temporadas, fui eleito melhor lateral do Brasil. Foram muitos momentos de glória. No último ano, foi um momento muito ruim, pelo qual ninguém deseja passar no futebol, que é o rebaixamento. Mas não tenho mágoa. A gente também vê o lado do torcedor, que nunca tinha visto o time ser rebaixado, então, eles vão criticar todo mundo, mesmo. Mas eu tenho um carinho enorme pelo Cruzeiro", declarou em entrevista a Alê Oliveira no canal De Sola, no YouTube.

Egídio evitou apontar um responsável pela crise que culminou com o rebaixamento do Cruzeiro. Na opinião do lateral, todos que estavam no clube têm sua parcela de culpa.

"Todos tiveram sua parcela de culpa para chegar no final e terminar com o rebaixamento. Ninguém sai ileso. Foi uma situação terrível. Sinceramente, passamos por um momento ruim desde a parada do meio do ano e a gente não acreditava que podia acontecer. Era um grupo bicampeão da Copa do Brasil, e aconteceu. Tudo o que aconteceu no Cruzeiro, esses escândalos todos, também influenciou", disse.

UOL Esporte vê TV