PUBLICIDADE
Topo

Título da Copinha pelo Cruzeiro mudou patamar de Enderson no futebol

Enderson Moreira voltará ao Cruzeiro 13 anos depois de ser campeão da Copinha com a equipe de juniores - Divulgação/Ceará
Enderson Moreira voltará ao Cruzeiro 13 anos depois de ser campeão da Copinha com a equipe de juniores Imagem: Divulgação/Ceará

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

20/03/2020 04h00

Anunciado como novo treinador do Cruzeiro na última quarta-feira (18), Enderson Moreira publicou uma nota de agradecimento ao Ceará, seu ex-clube, e explicou os motivos que o fizeram escolher retornar a Belo Horizonte. Para o profissional, a preferência pelo clube mineiro ocorreu devido ao título da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2007, feito que acabou o projetando para o cenário nacional. A taça conquistada há 13 anos é até hoje a única obtida pelo clube celeste na competição.

Naquela época, Ricardo Drubscky comandava as categorias de base do Cruzeiro. Agora, o dirigente reeditará a parceria com Enderson. O treinador tinha apenas 35 anos e só havia trabalhado no rival Atlético-MG antes de assumir o time júnior da Raposa. Ainda desconhecido, o treinador esteve à frente do time que superou três adversários na fase de grupos e outros cinco no mata-mata. Na final, pegou o São Paulo e empatou por 1 a 1 no tempo normal. Nas penalidades, viu seus garotos erguerem a taça após vitória por 6 a 5.

O título ajudou a projetar Enderson no cenário profissional do futebol brasileiro. Ele ainda esteve presente na campanha vitoriosa do Brasileiro sub-20, também em 2007. No ano seguinte, o técnico chegou ao Ipatinga e comandou a equipe do Vale do Aço nas últimas rodadas do Brasileirão, embora não tenha conseguido evitar a queda à Série B.

"Satisfação enorme de voltar ao clube que me deu a oportunidade de mudar de patamar. Estou voltando para um lugar em que tenho muito carinho e respeito. Sei que é um momento complicado para o clube, mas acredito que eu posso contribuir para que a equipe possa dar uma resposta positiva dentro de campo. Nosso objetivo é ter um time bem organizado e que sabe o que quer", falou o treinador, em entrevista ao site do Cruzeiro.

Daquele time do Cruzeiro saíram alguns jogadores importantes para o clube e que fizeram história também em outras equipes. No gol, estava Rafael, que foi reserva de Fábio até o ano passado e rescindiu seu contrato nas últimas semanas para assinar com o Atlético. Na zaga, pouca gente se lembra de Maicon, defensor que vendido ao Porto e que voltou ao Brasil em 2016 para atuar pelo São Paulo, onde também se destacou positivamente. No setor ofensivo, Guilherme ganhou os holofotes no time profissional antes de defender o Atlético, onde foi campeão da Libertadores em 2013. Com passagens pelo Corinthians e Athletico Paranaense, o meia-atacante veste hoje a camisa do Fluminense.

Depois do Ipatinga, Enderson Moreira passou a circular por grandes clubes do Brasil, como Internacional, Grêmio, Santos, Athletico-PR, Fluminense, Goiás, América-MG, Bahia, Ceará e agora Cruzeiro. Até aqui, suas melhores passagens foram pelo Goiás, onde levantou o título da Série B, em 2012, e outros três estaduais (2012, 2013 e 2016).

Cruzeiro