PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Ex-Corinthians, Guilherme Torres vê situação difícil na Grécia

Ex-Corinthians, volante Guilherme atinge marca artilheira na Grécia - Reprodução
Ex-Corinthians, volante Guilherme atinge marca artilheira na Grécia Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/03/2020 14h50

Atualmente no Olympiacos, o volante Guilherme Torres falou sobre a situação da Grécia em meio a pandemia do coronavírus. Convidado do Os Donos da Bola desta sexta-feira, o ex-Corinthians contou que precisou realizar o teste para a covid-19 após o presidente do clube, Evangelos Marinakis, ser diagnosticado com a doença.

Triste com o atual momento, o jogador, atualmente treinando em casa, afirmou que poucos estabelecimentos estão abertos, a fim de manterem as cidadãos em casa.

"Eu fico muito triste com situação que vem passando, aqui na Grécia também está uma situação muito difícil. Isso é mesmo perigoso e eu estou muito preocupado. (...) A situação aqui está bem complicada. (O campeonato) Já está parado há quase dez dias, só treinando em casa mesmo. A ordem é ficar em casa, não sair praticamente para nada. As únicas coisas que você vê abertas aqui são farmácias, mercados e hospitais", relatou Guilherme, que alertou a população brasileira:

"A situação aqui também está muito feia, estou acompanhando aí no Brasil também. A única coisa que eu posso dizer é que fique também em casa, porque é uma coisa perigosa. Só espero que isso possa passar o mais rápido possível".

Sobre o caso de covid-19 no time grego, o jogador afirmou que todos que tiveram contato com o presidente fizeram o teste e obtiveram resultado negativo:

"Fizemos (teste). No dia que soubemos que ele (presidente do clube) estava com coronavírus, no dia seguinte, todo mundo fez, e deu negativo".

Além do Olympiacos, Evangelos Marinakis também é dono do Nottingham Forest, clube da segunda divisão da Inglaterra.

UOL Esporte vê TV